Pular para o conteúdo

Gigantes italianos brigam pela contratação de Mohamed Mady Camara

Mohamed Mady Camara

Fiorentina, Roma e Milan estão na corrida para contratar o meia Mohamed Mady Camara

Uma das joias do futebol africano, o volante Mady Camara, do Olympiakos, está sendo disputado por Milan, Roma e Fiorentina, segundo o site italiano Calciomercato. O ex-meio-campista do Ajaccio terminou a temporada passada com sete gols e seis assistências. O Milan surge como favorito, mas depende da concretização de uma outra transferência: a venda de Ismael Bennacer. Bordeaux e Lille se interessaram pelo volante argelino, mas ainda não há uma definição sobre o acordo, que só deve ser fechado na próxima janela do mercado.

A reportagem também informa que a Roma e a Fiorentina não iniciaram a negociação por Camara, mas avaliam proposta a serem apresentados nos próximos dias ao jogador da República da Guiné.

Segundo o site Football Italia, nas últimas semanas o agente do jogador já esteve na Itália e se reuniu com representantes da Roma e do Milan, para discutir uma possível transferência.

O Olympiacos quer pelo menos €15 milhões para liberar sua promessa, enquanto Milan e a Roma não pretendem nem podem, no momento, fazer uma oferta para além dos 7 a 8 milhões de euros.

Mady Camara chegou a ser apontado como um dos melhores na posição em atividade no futebol europeu. De acordo com o site alemão Transfermarkt, seu passe está avaliado em 12 milhões de euros (R$ 79,7 milhões, pela cotação atual). Seu contrato com o Olympiakos vai até julho de 2023.

A carreira de Mady Camara

Nascido em Matam, na República da Guiné, Mohamed Mady Camara de 23 anos foi revelado pelo Santoba. Após se destacar no seu país, ele se transferiu para o Ajaccio, da França. Em duas temporadas, o volante disputou 49 partidas e marcou três gols.

Posteriormente, Mady foi negociado com o Olympiakos. Ele chegou no clube grego indicado pelo técnico Pedro Martins. Afinal, o português é fã confesso do futebol do atleta. Nesse ínterim, entrou em campo 92 vezes e marcou 13 gols. Pela seleção da República da Guiné, o meia acumula 14 convocações. Além disso, o jogador defendeu o seu país na disputa da Copa Africana de Nações de 2019.

 

LEIA MAIS