Home Mais Esportes Após vitória, Thiago Moisés pode ficar seis meses afastado por lesão

Após vitória, Thiago Moisés pode ficar seis meses afastado por lesão

Lutador brasileiro tem lesão no pé direito e precisa de liberação médica para retornar antes do fim de agosto

O brasileiro Thiago Moisés conquistou sua terceira vitória consecutiva no UFC no último sábado (26), mas pode ter que ficar seis meses de molho até buscar a quarta conquista. O peso-leve paulista está entre três lutadores que receberam 180 dias de suspensão médica após o “UFC Rozenstruik x Gané”.

Thiago vai precisar passar por um exame de raio-x no pé direito e receber liberação de um médico para voltar ao octógono antes de seis meses. Independentemente disso, tem uma suspensão mínima até 30 de março e não pode fazer treino de contato antes do dia 21 deste mês. O rival que superou por decisão unânime dos juízes, Alexander Hernandez, também está suspenso até 30 de março.

Os outros dois atletas com suspensões potenciais de seis meses são Sabina Mazo e Ronnie Lawrence. A lutadora precisa de um raio-x negativo da perna esquerda para ser liberada; o americano precisa de raios-x do pé esquerdo e da costela esquerda. Ambos têm suspensões mínimas até 30 de março, sem treino de contato até o dia 21 deste mês.

Entre os outros dois brasileiros em ação no UFC do último sábado (26), Mayra Sheetara não recebeu nenhuma suspensão médica preventiva e está livre para retornar ao octógono a qualquer instante. Pedro Munhoz está suspenso até o dia 30 deste mês, sem treino de contato até o dia 21.

Confira as suspensões médicas do “UFC Rozenstruik x Gané”, conforme divulgadas pelo site “mixedmartialarts.com” e apresentadas na íntegra no site do Globo Esporte

Jairzinho Rozenstruik: suspenso até 21 de março, sem treino de contato até 14 de março;

Nikita Krylov: suspenso até 30 de março, sem treino de contato até 21 de março;

Montana De La Rosa: suspensa até 14 de abril, sem treino de contato até 30 de março;

Pedro Munhoz: suspenso até 30 de março, sem treino de contato até 21 de março;

Jimmie Rivera: suspenso e sem treino de contato até 29 de abril, devido a laceração facial. Precisa de uma ressonância magnética e de liberação de um neurologista;

Kevin Croom: suspenso até 14 de abril, sem treino de contato até 30 de março;

Thiago Moisés: precisa de raio-x do pé direito; se positivo, precisa de liberação de um ortopedista, ou suspenso até 27 de agosto; suspensão mínima até 30 de março, sem treino de contato até 21 de março;

Alexander Hernandez: suspenso até 30 de março, sem treino de contato até 21 de março;

Sabina Mazo: precisa de raio-x da perna esquerda; se positivo, precisa de liberação de um ortopedista, ou suspensa até 27 de agosto; suspensão mínima até 30 de março, sem treino de contato até 21 de março;

Ronnie Lawrence: precisa de raio-x do pé esquerdo e da costela esquerda; se positivos, precisa de liberação de ortopedista ou suspenso até 27 de agosto; suspensão mínima até 30 de março, sem treino de contato até 21 de março;

Vince Cachero: suspenso até 14 de abril, sem treino de contato até 30 de março;

Dustin Jacoby: suspenso até 30 de março, sem treino de contato até 21 de março;

Maxim Grishin: suspenso até 30 de março, sem treino de contato até 21 de março.

LEIA MAIS

Alex Cowboy promete nocaute no UFC de sábado

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...