Home Mais Esportes Em Fla-Flu das quadras, Sesc-Flamengo vence Campeonato Carioca de Vôlei Feminino

Em Fla-Flu das quadras, Sesc-Flamengo vence Campeonato Carioca de Vôlei Feminino

Equipe dirigida por Bernardinho chega ao seu quarto título consecutivo após bater rival por 3 x 0

O Sesc-Flamengo é o novo campeão carioca de vôlei feminino. O título veio sobre o Fluminense no Ginásio Hélio Maurício, na Gávea, com vitória por 3 sets a 0 (parciais de 25/17, 25/19 e 25/22).

Sob comando de Bernadinho, a equipe conquistou o seu 16º título, o quarto consecutivo. O grande fator da conquista, porém, foi o fim de um jejum de 36 anos sem alcançar o troféu (Sesc e Flamengo se reuniram nesta temporada). Mesmo com a derrota, o Fluminense permanece como maior vencedor do torneio, com 28 títulos.

Em meio a um jogo emocionante repleto de bloqueios, o confronto teve ar de final: após um início nervoso em que o Tricolor marcou 5 a 1 no placar, o Sesc-Flamengo se reencontrou e aos poucos diminuiu a diferença para o time. O Flu, que estava muito bem na defesa, aproveitou os contra-ataque para fazer 21 a 17 no primeiro set. A central Juciely foi destaque ao ir para o saque e só sair de lá quando finalizada a parcial. O bloqueio flamenguista trabalhou muito com Roberta e a ponteira Ana Cristina.

A equipe rubro-negra dominou os dois sets seguintes, porém no final do terceiro, foi surpreendido por uma virada no placar contra o Tricolor por 21 a 20. Por sorte para time do Sesc-Flamengo, o Fluminense abusou dos erros e não conseguiu se manter à frente no marcador.

Roberta foi uma das maiores pontuadoras devido a sua boa atuação no bloqueio. Ao todo foram 10 pontos só deste jeito. Amanda, capitã da equipe do Sesc-Flamengo também se destacou na partida. Seus pontos positivos vieram no passe e no ataque. Pelo Fluminense, a líbero Andressa e a ponteira Julia tiveram bons desempenhos.

Veja mais: Alemanha, Bélgica e Holanda querem sediar Copa do Mundo Feminina de 2027

A grande disputa no primeiro set

O Sesc-Flamengo que entrou com o desfalque de Natinha, lesionada, que ainda aguarda por uma contratação, optou por colocar a ponteira Drussyla como líbero. O Fluminense se beneficiou da ausência de uma especialista na função e abusou dos saques fortes, facilitando a quebra do passe do time rubro-negro.

Bernadinho foi obrigado a pedir tempo após o Tricolor abrir 7 pontos de vantagem no 16 a 9. O treinador pediu mais agressividade no saque e mais atenção no ataque. Na sequência, Gabiru entrou no saque e o time imediatamente tomou outro rumo. Com o ótimo saque da ponteira, o Sesc-Fla foi diminuindo a vantagem que o time adversário tinha até cair para apenas dois pontos (14 a 16). O time do Flu reagiu novamente e voltou a marcar 5 pontos de Fran em cima de Ana Cristina (22 a 17). O empate rubro-negro veio após dois bloqueios de Roberta e a virada após os erros do Fluminense que já estava desestabilizado.

- Advertisment -

Popular

Mayra Sheetara reclama da decisão do árbitro apesar de admitir erro

Mineira aponta que punição não foi dada na mesma situação do que em outras lutas do evento A busca de Mayra "Sheetara" Bueno por sua...

Mogi Futsal anuncia que não terá time adulto neste ano

O time disputará torneios no sub-20 devido a redução do orçamento da equipe para 2021 A diretoria do Mogi Futsal definiu nesta segunda-feira (1), que...

Renato critica VAR após derrota para o Palmeiras e diz que sua equipe “deu mole”

Treinador reclamou de toque de mão antes do gol do Palmeiras e do pênalti não marcado em Pepê no jogo de ida da final...

Arthur Cabral passa Neymar e é brasileiro com mais gols na temporada

Atacante do Basel marca em derrota para o St. Gallen e chega aos 14 gols. Ele supera o atacante do PSG, Rodrigo Pinho, do...