Pular para o conteúdo

São Paulo faz consulta a Miranda, mas salário trava a contratação

Miranda em treino da seleção brasileira São Paulo — Foto: Pedro Martins/MoWA Press

São Paulo fez uma consulta sobre a situação do zagueiro Miranda, mas a proposta salarial pedida pelo jogador está fora da realidade do clube neste momento. As negociações podem ser retomadas se houver uma redução nos valores.

Miranda está livre no mercado após o Jiangsu Suning, atual campeão chinês e ex-clube do zagueiro, encerrar atividades no último domingo. Principal acionista do clube e da Internazionale, da Itália, a empresa multinacional que dá o sobrenome ao clube da cidade Nanquim tinha anunciado no início do mês que estava colocando à venda a equipe, mas não encontrou um comprador.

Com isso, Miranda pode assinar com qualquer clube, mas o salário e as luvas pedidas pelo jogador e seus representantes são um entrave para o Tricolor, que tem uma dívida de aproximadamente R$ 600 milhões.

O zagueiro é um desejo antigo do São Paulo e do torcedor são-paulino. Aos 36 anos, Miranda nunca escondeu o carinho pelo clube e, inclusive, fez diversas visitas do Tricolor durante as suas férias quando jogava no exterior.

Tricampeão brasileiro com o São Paulo (2006, 2007 e 2008), Miranda foi negociado com o Atlético de Madrid em 2011. Em 2015, foi contratado pela Inter de Milão, onde ficou até 2019 antes de se transferir para o Jiangsu Suning.

A contratação de um zagueiro é uma das prioridades do São Paulo para esta temporada. Sem um acordo com Miranda, o clube negociou com Kanu, do Botafogo. Houve um acerto entre as partes, mas em uma reunião na semana passada os cariocas recuaram e desistiram da venda.

Com as dificuldades financeiras vividas, o Tricolor busca no mercado jogadores em ascensão que podem dar um bom retorno técnico imediato e que possam se valorizar. Um exemplo é o atacante Bruno Rodrigues, de 23 anos, e única contratação da temporada até aqui.

Para a zaga, o técnico Hernán Crespo tem à disposição Arboleda, Bruno Alves, Diego Costa, Léo e Rodrigo Freitas. Walce, lesionado, pode ser uma opção na sequência da temporada.

Hudson se reapresenta ao São Paulo

Hudson se reapresentou ao São Paulo após o empréstimo para o Fluminense. O jogador foi ao CT da Barra Funda nesta terça-feira para iniciar os treinamentos sob o comando do técnico Hernán Crespo.

No São Paulo, a informação é de que o Fluminense tem interesse em um novo empréstimo do volante. Uma eventual volta não é descartada nas Laranjeiras. No Morumbi, a ideia é que Crespo avalie o futebol do jogador ao longo deste mês de março. A princípio ele não foi inscrito no Paulistão.

Nos bastidores do clube do Morumbi, há quem confie na permanência de Hudson no São Paulo e que o coordenador técnico Muricy Ramalho gosta do seu futebol. Os dois trabalharam juntos quando o agora dirigente era treinador, em 2014 e 2015.

Além do conhecimento de Muricy, o que pesa a favor de Hudson é que só ele e Luan são jogadores com características de primeiro volante no elenco. No mercado da bola o Tricolor tenta o também volante Gabriel Neves, do Nacional do Uruguai.

Aos 33 anos, Hudson tem contrato até dezembro com o São Paulo. Ele chegou ao São Paulo em 2014. Em 2017, ele foi emprestado ao Cruzeiro e retornou no ano seguinte e se tornou um dos principais jogadores da campanha do Campeonato Brasileiro daquele ano sob o comando de Diego Aguirre.

LEIA MAIS