Pular para o conteúdo

Santos vai a campo nesta terça-feira (24) pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores

    Foto: Divulgação/Conmebol

    Veja o raio x da LDU, adversária do Peixe na competição

    O Santos entrará em campo nesta terça-feira (24), às 19h15 (de Brasília), no estádio Casa Blanca, em Quito, no Equador, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. O confronto contará com elementos desfavoráveis ao time paulista. A altitude de 2.850 metros da capital equatoriana é um dos fatores que poderá favorecer o adversário. A delegação chegou à cidade no último domingo (22) à tarde e já iniciou os treinamentos para uma ligeira adaptação dos jogadores.

    “A diferença é brutal do nível do mar para 2.850 metros, onde nos encontramos. Por exemplo, quando você bate, se você (goleiro) sair junto com a bola, você não consegue chegar. A preferência dessa adaptação é estudar esse tempo de bola. Dá para pegar um pouco da velocidade, ter noção do tempo de bola, que é fundamental. As dificuldades aqui aumentam”, disse Arzul, preparador de goleiros do Peixe.

    Não termina por aí. Do outro lado, o Santos irá enfrentar um adversário que está embalado no Campeonato Equatoriano e chega com confiança na rodada das oitavas de final da competição: derrotou o São Paulo e o Binacional prosseguindo ao lado do River Plate no “grupo da morte” do campeonato continental.

    Confira a análise feita pelo Globo Esporte sobre a equipe equatoriana

    Time embalado

    A LDU venceu o primeiro turno do Campeonato Equatoriano e no segundo, encontra-se na vice-liderança com 17 pontos, somente um ponto atrás do Emelec, líder da competição. Contabilizando os dois turnos, a LDU conta com 16 vitórias, quatro empates e quatro derrotas no torneio. A boa fase não se limita ao campeonato nacional. Na Libertadores, o time superou o São Paulo e se classificou às oitavas de final na segunda posição do grupo D, com 12 pontos, somente um abaixo do River. Foram quatro vitórias e duas derrotas.

    Veja também: Internacional envia relação de jogadores para as oitavas da Libertadores com Mauricio e Caio Vidal entre as novidades

    Destaques do clube

    Martínez Borja é o craque e artilheiro do clube. Entre o Campeonato Equatoriano e a Libertadores, o jogador marcou 22 gols na temporada, dois deles no torneio continental.

    Provavelmente o centroavante deverá ser titular na partida de amanhã (24) e poderá trazer problemas a defesa do Santos, que não terá Luan Peres, um dos zagueiros mais regulares da equipe na competição. O jogador foi diagnosticado com o novo Coronavírus e não jogará nesta terça. Lucas Veríssimo e Luiz Felipe devem formar a defesa do Peixe.

    Além disso, João Paulo, o goleiro do time paulista, também testado positivo para o vírus, abrirá vaga a seu companheiro John, que fará sua estreia na Libertadores e apenas a sua terceira partida como profissional.

    Estilo de jogo

    Pablo Repetto, técnico da LDU, não poupou os atletas na última partida do time antes do confronto de amanhã contra o Peixe. O clube entrou com força total para enfrentar o Guayaquil City, pelo Campeonato Equatoriano, mas o placar ficou no empate por 1 a 1.

    Para o jogo contra o time paulista na Libertadores, o uruguaio, deve montar o elenco no esquema 4-2-3-1 para atacar e 4-4-2 para defender. Independente da disposição tática dos atletas dentro das quatro linhas, a LDU costuma aproveitar a altitude de 2.850 metros e impor velocidade nas partidas para sufocar os rivais.

    Se o time equatoriano seguir com o seu padrão de jogo, o Peixe pode ter uma vantagem no confronto. A LDU sofre contra adversários que impõe muito do seu campo defensivo por não possuir muitas mudanças em seu sistema de jogo, como ocorreu contra o São Paulo e River Plate.

    Dessa forma, Marinho e Soteldo podem usar o contra-ataque para tentar enganar o clube de Quito. O Peixe será comandado novamente pelo auxiliar Marcelo Fernandes já que Cuca segue afastado após se recuperar da Covid-19.

    Fonte: Globo Esporte