Pular para o conteúdo

Reforços deixam elenco do São Paulo um ano mais experiente

    Miranda (36) e Reinaldo (31) conversam no CT do São Paulo

    Jogadores elevam média de idade do grupo de Hernán Crespo

    Os novos reforços do São Paulo deixarão o elenco principal comandado por Hernán Crespo, em média, um ano mais experiente. O Tricolor apresentou recentemente o lateral-direito Orejuela, de 25 anos, e o zagueiro Miranda, de 36 anos, o mais velho do pacote. Além deles, a diretoria já tem acertos com os meias Benítez (26) e William (34) e o atacante Éder (34).

    Todos esses atletas elevaram de 26 para 27 anos a média de idade do grupo são paulino – o cálculo leva em conta os jogadores inscritos na Lista A do Paulista, com exceção de Toró, que já deixou o clube.

    Nenhum deles, porém, ainda foi inscrito para jogar o estadual, e pelo menos dois ficarão fora da primeira fase do torneio, já que há só mais três vagas disponíveis na relação em que o limite é de 26 atletas.

    As ações do São Paulo no mercado contrastam com as expectativas criadas na virada da temporada e com os movimentos dos principais adversários do estado – Corinthians, Palmeiras e Santos não anunciaram qualquer reforço até o momento.

    Ao assumir o comando da equipe no começo de janeiro, o presidente Julio Casares pregou cautela na busca de novos atletas e avisou que a ordem era encontrar jogadores que resolvessem dificuldades do time nas categorias de base. A realidade financeira do clube, com dívida que beira os R$ 600 milhões, preocupava.

    A diretoria, porém, preferiu ir atrás de jogadores bem longe de Cotia – buscou Miranda e Éder na China, William no México, Orejuela no Cruzeiro e Benítez no Vasco. Ao menos do ponto de vista financeiro, manteve-se um pouco mais próxima do discurso.

    Miranda, Éder e William chegam sem custos de transferência; Benítez será emprestado até o final do ano, com opção de compra a partir de então, caso semelhante a Bruno Rodrigues, o primeiro a ser contratado e que já estreou, o que empurra investimentos mais altos para 2022; Orejuela é o único que teve direitos adquiridos: 50% por 2 milhões de euros (cerca de R$ 13,3 milhões), segundo o UOL Esporte.

    O pacote ainda não fechou: o São Paulo ainda quer contratar um zagueiro canhoto, um pedido de Crespo. O treinador também se programa para analisar mais jovens da base: a ideia é que quatro deles, a cada semana, sejam levados à Barra Funda para treinarem com o elenco principal. Foi o que aconteceu nesta quinta-feira (18), quando Talles, Gabriel Rodrigues, Vitinho e Beraldo participaram da atividade.

    Por enquanto, há menos espaço aos jogadores em formação do que nos adversários. O São Paulo tem só oito atletas inscritos na Lista B do Paulista, a que relaciona jovens nascidos até 2000 e que tenha vínculo com o clube há pelo menos 12 meses. As listas de Corinthians (15), Palmeiras (16) e Santos (17) são maiores.

    O Tricolor agora espera a definição sobre a rodada do Campeonato Paulista do final de semana, quando enfrentaria o Palmeiras, sábado (20). O torneio foi suspenso por decreto do governo estadual, que tornou mais rígidas as medidas de restrição na tentativa de conter a pandemia do novo Coronavírus.

    A Federação Paulista de Futebol ainda não desistiu dos jogos do final de semana e tem como prioridade buscar locais em outros estados que possam receber as partidas – o que, diante do tempo escasso, parece improvável. Caso a rodada não aconteça, o elenco do São Paulo deve ganhar alguns dias de folga.

    LEIA MAIS

    São Paulo contrata meia William, ex-Palmeiras, e busca mais reforços