Home Mais Esportes Quem fundou os jogos olímpicos da era moderna?

Quem fundou os jogos olímpicos da era moderna?

Conheça a história de Pierre de Coubertin

A Olimpíada é um dos eventos mais assistidos do Mundo e mobiliza milhões de pessoas por centenas de países. Neste artigo você vai saber quem fundou os Jogos Olímpicos da Era Moderna e como surgiu esta ideia do Barão de Coubertin.

Quem fundou os Jogos Olímpicos da Era Moderna?

Considerado o pai da Olimpíada moderna, Charles Freddye Pierre, o Barão de Coubertin, foi quem fundou os Jogos Olímpicos que existem até os dias de hoje. Ele se uniu ao americano William Sloane, ao inglês Charles Herbert e a representantes de 15 países para criar o que viria a se tornar o Comitê Olímpico Internacional (COI).

Já para os Jogos Olímpicos, ele tinha como objetivo criar um evento de aproximação dos povos, que passasse uma imagem de paz entre os países, mesmo que fosse em dias de fortes competições.

Pierre de Coubertin tinha interesse de organizar a primeira Olimpíada em Paris, em 1900, mas a ideia seduziu o príncipe Constantino da Grécia, que queria que a disputa ocorresse no mesmo palco dos Jogos Olímpicos originais, 16 séculos antes. Com isso, em 6 de abril de 1896 foi realizada em Atenas, a primeira Olimpíada da Era Moderna.

Foram 285 atletas competindo representando 13 países em dezenas de esportes.

Quem foi Pierre de Coubertin

Conhecido por ser quem fundou os jogos olímpicos da era moderna, Pierre de Coubertin nasceu na França, em 1 de janeiro de 1863. Ele estudou humanismo, política, história, sociologia e educação. Paralelo a este foco nos estudos, ele era também um apaixonado por esportes, das mais variadas práticas. A união desses dois interesses fez com que ele criasse diversas associações esportivas. Tempos depois virou secretário geral da União das Sociedades Esportivas e Atlética Francesa (USFSA).

Devido aos estudos de história passou também a ser um entusiasta do legado da Grécia. Isso despertou o interesse nos Jogos Olímpicos e com isso organizou Congressos Internacionais para encontrar realizações da realização do evento.

Ainda em 1986 ele virou o Presidente do Comitê Olímpico Internacional e foi reeleito diversas vezes até deixar o cargo em 1925.

O idealizador e que fundou os Jogos Olímpicos, Pierre de Coubertin, morreu em 2 de setembro de 1937, em Genebra. Ele foi enterrado na cidade de Lausanne, que é onde fica a sede do Comitê Olímpico Internacional. No entanto, seu coração foi sepultado separadamente. O destino foi um monumento nas ruínas da antiga Olímpia.

As ideias do Barão

Pierre de Coubertin era um barão francês, portanto, com muitas posses e acostumado a viajar o planeta. Ele acreditava que o esporte era um bom caminho para unir as nações e estabelecer a paz mundial. Vale destacar que o barão externava este desejo em um período anterior as Grandes Guerras. Porém, em uma época de muitos conflitos regionais, territoriais e políticas.

Ainda na formalização das ideias do que seriam os Jogos Olímpicos, Pierre de Coubertin determinou que apenas esportistas amadores poderiam participar. Uma proposta que foi estabelecida e que vigorou por muito tempo.

Na teoria apresentada, era de que isso era uma ideia romântica, no qual apenas amadores, ou seja, pessoas que não eram altamente remuneradas para a prática esportiva, que apresentariam o verdadeiro espírito dos Jogos.

Por outro lado, algumas determinações da época fazem com que esta tese seja contestada. Isso porque diante do que foi estabelecido, operários e camponeses, por exemplo, que desenvolvessem trabalho manual remunerado também ficavam de fora da disputa. Situação que indicava que poderia se tratar uma limitação de classe.

O fato é que esta imposição se manteve mesmo após a morte de Pierre de Coubertin e só foi mudar com maior relevância na década de 80, quando se buscou aumentar ainda mais a popularidade dos Jogos Olímpicos. Para isso passaram a receber atletas profissionais, que elevavam o nível das competições e com isso atrairia mais público.

Hoje, com exceção de poucas modalidades, como o futebol, nos Jogos Olímpicos estão os maiores competidores dos esportes em busca da esperada medalha de Ouro. Isso faz com que a Olimpíada seja um sucesso de transmissão a cada dois anos e que o Comitê Olímpico Internacional consiga faturar cada vez mais alto com direitos de televisão e também com os anunciantes dos eventos de Verão e Inverno.

História dos Jogos Olímpicos

A ideia de Pierre de Coubertin vem do passado, como dito acima. O herói Hercules criou as Olimpíadas tradicionais por volta de 2.500 a.C, na Grécia Antiga. O objetivo era homenagear o pai Zeus. No entanto, os registros mais antigos dos eventos são de 776 a.C. Foi neste período que os vencedores passaram a ter os nomes registrados.

Esta Olimpíada da Era Antiga ocorreu até 393 a.C, quando o Imperador Teodósio cancelou a disputa, além de proibir qualquer tipo de adoração da população aos deuses gregos.

Na versão antiga somente homens podiam participar dos Jogos. Isso se repetiu quando o Barão de Coubertin fundou os Jogos Olímpicos da Era Moderna. As mulheres só entrariam nos Jogos de 1900 e ainda assim em poucos esportes.

O evento então crescendo e hoje é o maior evento poliesportivo do mundo, com ampla participação de mulheres e homens de todos os cantos do planeta. Em Tóquio foram 205 países, com cerca de 12.500 atletas participando.

Medalha Pierre de Coubertin

Você certamente já deve ter escutado o nome Pierre de Coubertin por causa da medalha que foi criada pelo Comitê Olímpico Internacional que carrega o nome dele.

A medalha é a única entregue para atletas dos Jogos Olímpicos com exceção das de ouro, prata e bronze, e não tem qualquer ligação com o desempenho esportivo. A homenagem a quem fundou os Jogos Olímpicos é para atletas que demonstrem qualidades morais ou éticas, apresentando o verdadeiro espírito esportivo.

No Brasil a honraria ficou famosa em 2004, quando Vanderlei Cordeiro de Lima recebeu a medalha. O maratonista liderava a prova nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, quando foi agarrado por um padre irlandês. Apesar disso, Vanderlei decidiu seguir firme na prova, mesmo tendo sido derrotado e perdido a liderança.

Só que muitos outros já foram homenageados com o nome de quem fundou os Jogos Olímpicos. Os primeiros foram Eugenio Monti e Luz Long, em 1964.

 

Popular

Descubra algumas das escolas de tênis para crianças no Brasil

A prática de esportes é recomendada para todas as idades e é fundamental que seja estimulada desde cedo. São dezenas de modalidades tradicionais e...

Dicas de treinamento de força para atletas de triatlo

O Triatlo é um evento esportivo que reúne três modalidades. A combinação de natação, ciclismo e atletismo com a corrida faz com que seja...

Russell Wilson deixou jogo dos Broncos após concussão

Grande nome do Denver Broncos, Russell Wilson deu um grande susto na torcida na derrota da franquia para o Kansas City Chiefs. O quarterback...

O mais famoso peso pesado do boxe brasileiro

 O boxe do Brasil conta com muitos atletas de destaque. Éder Jofre foi multicampeão, Acelino Popó de Freitas também conquistou importantes vitórias entre muitos...

História do boxe brasileiro nas olimpíadas: De 1948 até hoje

O Boxe do Brasil tem muita tradição e já viu muitos nomes ficarem marcados com grandes conquistas neste esporte. Confira neste artigo os principais...

Quem fundou os jogos olímpicos da era moderna?

Conheça a história de Pierre de Coubertin A Olimpíada é um dos eventos mais assistidos do Mundo e mobiliza milhões de pessoas por centenas de...

Saiba qual a história e regras do Raquetebol

Saiba tudo da prática de Raquetebol no Mundo São muitos esportes praticados pelo Mundo e alguns os nomes não são tão famosos, mas são conhecidos....

Conheça o perfil do tenista Thiago Monteiro

Conheça a trajetória de Thiago Monteiro no tênis O tênis brasileiro tem agora em Thiago Monteiro a grande expectativa por resultados. Conheça um pouco mais...