Home Futebol Sem Neymar e Mbappé, PSG perde de virada para o RB Leipzig

Sem Neymar e Mbappé, PSG perde de virada para o RB Leipzig

Di María abre o placar, mas Nkunku e Forsberg viram para clube alemão

Na reedição da semifinal da temporada passada, a história foi diferente do encontro de RB Leipzig e PSG nesta quarta-feira (4), pela terceira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões 2020/21.

Os franceses, que levaram a melhor em agosto, até começaram bem, mas sofreram virada e viram os alemães tomarem a vice-liderança do Grupo H. Di María abriu o placar e perdeu pênalti, e Nkunku e Forsberg deram a vitória por 2 a 1 ao time da casa na RB Arena. Os visitantes, desfalcados de Neymar e Mbappé, entre outros, ainda tiveram dois jogadores expulsos: Gueye e Kimpembe.

O RB Leipzig se recupera após goleada do Manchester United e iguala os seis pontos dos ingleses – que perderam mais cedo para o Basaksehir -, dentro da zona de classificação. O PSG permanece com três, agora em terceiro, mesmo número dos turcos. O confronto direto é o primeiro critério de desempate na Champions.

GRUPO H

Manchester United – 6 pontos
RB Leipzig – 6 pontos
PSG – 3 pontos
Istanbul – 3 pontos

Os times repetem os confrontos na quarta rodada da Champions no próximo dia 24: o PSG recebe o RB Leipzig no Parque dos Príncipes. Bem antes disso, os líderes do Francês enfrentam o Rennes no próximo sábado, mesmo dia em que os alemães, na terceira posição da Bundesliga, recebem o Freiburg.

O JOGO

Logo de cara, aos cinco minutos, gol dos visitantes. Na primeira chegada do PSG, Upamecano, zagueiro de 22 anos que vale R$ 400 milhões, falou feio, Kean ficou com a bola e deixou Di María na cara do goleiro para fazer 1 a 0.

Grande nome do PSG, Di María logo teve outra chance, mas chutou sobre a marcação. Pouco depois, Kean girou na grande área, bateu, e Upamecano – de novo ele – cometeu pênalti, com a bola desviando em seu braço. Na cobrança, o argentino tentou fazer seu segundo na partida batendo no canto esquerdo de Gulácsi, mas o goleiro acertou o lado e defendeu.

O time de Paris balançou as redes mais duas vezes ainda na primeira etapa, mas ambas comemorações foram frustradas.

Aos 40 minutos, Angeliño avançou pela esquerda e passou para Nkuku, que chegava pelo meio. De fora da área, o meia francês, que defendeu o PSG entre 2015 e 2019, bateu firme e venceu Keylor Navas.

Na segunda etapa, o RB Leipzig manteve o ritmo dos últimos minutos antes da pausa e logo tomou as rédeas do placar.

Depois de uma linda jogada de Forsberg, que bateu para fora, e grande chegada do PSG com Kean, também por cima do gol, o placar foi alterado. Kimpembe botou a mão na bola dentro da área e deu um presente para o time alemão.

Angeliño cruzou da esquerda e o zagueiro do PSG se complicou. Após rápida ida ao VAR, o árbitro apontou para a marca de cal. Forberg bateu com perfeição no canto direito de Navas, que até acertou o lado, e fez 2 a 1.

Com pouca inspiração, o PSG já sofria muito para criar chances na segunda etapa. Sem Neymar nem Mbappé, Di María ficou sobrecarregado e Kean isolado lá na frente.

Aos 23 minutos, Gueye chegou atrasado em dividida com Haidara, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso, dificultando ainda mais a situação do time.

O PSG não conseguiu o empate, apesar de pressionar – mesmo sem muita organização – até o fim. Inclusive, foi o Leipzig que ficou mais perto do 3º gol, abusando dos contra-ataques.

No último minuto de jogo, em uma dessas disparadas, Poulsen foi derrubado por trás em carrinho de Kimpembe e forçou o 2º amarelo do defensor, que consequentemente levou o vermelho.

LEIA MAIS

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...