Pular para o conteúdo

Palmeiras vence e elimina Santos, que corre risco de rebaixamento

    Marinho e Willian disputam jogada no clássico Palmeiras x Santos (Foto: Marcos Ribolli)

    Com a derrota, o Santos joga sua vida na elite do futebol paulista contra o São Bento. Caso perca, o Peixe será rebaixado pela primeira vez na história

    O Palmeiras venceu o Santos por 3 a 2 no clássico desta quinta-feira, válido pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, e segue com chances de classificação às quartas de final (precisa bater a Ponte Preta na última rodada e esperar que o Novorizontino não vença o Corinthians). O Peixe, porém, está eliminado e, para piorar, tem chance de rebaixamento na última rodada (precisa ao menos empatar com o São Bento na rodada final). Viña, Willian e Lucas Esteves fizeram os gols do Verdão. E Kaio Jorge fez os dois gols do Peixe, um deles de pênalti.

    Com 18 pontos, o Palmeiras está na terceira colocação, um ponto atrás do Novorizontino, com quem ainda briga pela segunda vaga do Grupo C – o Red Bull Bragantino já está classificado. O Santos, com 10 pontos, é o terceiro do Grupo D e não consegue mais alcançar o Guarani, segundo com 14.

    Logo no começo do clássico, Palmeiras e Santos tiveram chances de abrir o marcador. Em dois lances seguidos, o santista Pirani obrigou Weverton a uma defesa em dois tempos e depois, como resposta, o palmeirense Giovani saiu driblando até chegar na entrada da área para chutar para fora. Só que o Verdão seguiu no ataque e se deu bem aos sete minutos. Após boa jogada de Scarpa pela direita, Viña, de cabeça, abriu o placar.

    Em desvantagem, o Santos acordou. E chegou ao empate aos 13 minutos, quando Marinho recebeu belo lançamento de Jean Mota, avançou e cruzou para Kaio Jorge ajeitar e chutar para a rede. Belo gol! O jogo ficou ainda mais movimentado. E o Palmeiras, após escanteio cobrado por Scarpa, ficou novamente na frente com gol de cabeça de Willian. O Peixe voltou a assustar aos 33, em chute de Lucas Braga, aos tabela com Kaio Jorge, e aos 37, quando Pirani arriscou de fora da área e viu Weverton fazer grande defesa. Na reta final do primeiro tempo, uma baixa importante no Santos: Marinho, com um problema muscular, deu lugar ao jovem Ângelo, de 16 anos.

    Com a necessidade da vitória para manter as chances de classificação no Paulista, o Santos partiu para cima do Palmeiras na etapa final. E iniciou uma reação aos sete minutos, com gol de pênalti de Kaio Jorge. Aos 11, Marcos Leonardo quase virou o jogo, ao acertar a trave. E Ângelo, que entrou no lugar do machucado Marinho, deu trabalho à defesa do Palmeiras, como aos 19, quando chutou cruzado e viu Weverton defender. Aos poucos, o Verdão tentou sair da pressão do Santos. E conseguiu em grande estilo, voltando a ficar em vantagem.

    Aos 32 minutos, em um dos melhores momentos do Verdão no segundo tempo, Viña avançou pela esquerda, cruzou, Rafael Elias furou, e Lucas Esteves, que acabara de entrar em campo, estufou a rede. O gol esfriou o Santos e deixou o Palmeiras mais tranquilo. Tanto que o Verdão esteve mais perto de ampliar a vitória do que o Peixe de empatar o jogo.

    Os rivais voltam a campo pelo Paulistão no domingo, para a última rodada da primeira fase. No domingo, mas ainda sem horários definidos, o Palmeiras enfrenta a Ponte Preta, em Campinas, e o Santos recebe o São Bento, na Vila Belmiro. Os dois times têm compromisso pela Libertadores na próxima semana. Na terça-feira, às 21h30, o Verdão visita o Independiente del Valle, no Equador. No mesmo dia, só que às 19h15, o Peixe recebe o Boca Juniors na Baixada Santista.

    LEIA MAIS