Home Mais Esportes Morre Gilmar Fubá, ex-volante campeão mundial com o Corinthians

Morre Gilmar Fubá, ex-volante campeão mundial com o Corinthians

Ex-jogador é vítima de um mieloma múltiplo

Morreu nesta segunda-feira (15) o ex-volante Gilmar Fubá, vítima de um mieloma múltiplo, um tipo de câncer de medula óssea. Aos 45 anos, ele batalhava contra a doença desde que a descobriu já em estado avançado, em 2016.

O ex-jogador foi diagnosticado com câncer há cerca de cinco anos quando fazia exames para tratar uma pneumonia. Na ocasião, ficou mais de um mês internado no Hospital São Luiz, em São Paulo. Ele fez a última sessão de quimioterapia em junho de 2017 e celebrava ter vencido a doença, mas o problema voltou neste ano.

Nos últimos anos Fubá trabalhou em uma equipe de captação de talentos para as categorias de base do Corinthians. Era uma espécie de observador de jovens promissores na capital e no interior de São Paulo.

Gilmar de Lima Nascimento cresceu no bairro de São Mateus, na Zona Leste da cidade de São Paulo e surgiu para o futebol no Parque São Jorge. Estreou como profissional em 1996 e chegou a ser titular do Corinthians na temporada seguinte, mas passou a sofrer demais com lesões que lhe prejudicariam por toda a carreira.

O Timão lamentou a morte do ex-jogador em publicação nas redes sociais. Fubá foi caracterizado como “volante incansável e super querido”, duas das qualidades que mais marcaram os torcedores. Além do post, o clube também dedicou a Fubá uma nota de pesar no site oficial.

Bicampeão brasileiro com o Corinthians entre 1998/99, Gilmar foi ao Mundial de Clubes de 2000 sem nem ter contrato vigente com o clube, mas foi útil: jogou a prorrogação da final contra o Vasco, sentiu alívio por não ter que cobrar um dos pênaltis decisivos e foi campeão. Ao todo, ele atuou em 128 jogos pelo time paulista e foi campeão quatro vezes (Brasileiro-1998 e 99; Paulistão-99 e Mundial-2000).

Depois de deixar o Corinthians em 2001, Gilmar passou por Fluminense, Rio Branco-SP e Portuguesa-SP antes de jogar no exterior em 2004: primeiro no Schalke 04 (ALE), depois no Ulsan Hyundai (COR). Fubá retornou ao Brasil para jogar em times menores e se aposentou em 2011 no Santa Helena-GO.

Nota de pesar do Corinthians divulgada no site do UOL Esporte

O Sport Club Corinthians Paulista manifesta seu pesar pela precoce morte de Gilmar Fubá. Carismático ex-atleta corinthiano, ele faleceu nesta segunda-feira aos 45 anos, vítima de um câncer que o acometeu pela segunda vez. Muito querido por todos os ex-companheiros e pela Fiel Torcida, ele estava internado no hospital São Luiz, em São Paulo.

Gilmar de Lima Nascimento nasceu em 13 de agosto de 1975, na zona leste da capital paulista. Cria da base alvinegra, ele foi revelado para a equipe profissional em 1996. No Corinthians, conquistou seu primeiro título em 1997, no Campeonato Paulista. Depois, integrou a equipe campeã do Brasileirão em 1998, tendo disputado parte do primeiro jogo da final – ele sofreu uma lesão no joelho que o deixou afastado por um ano.

Gilmar Fubá, que ganhou esse nome por ter recebido mamadeira de fubá da mãe na infância por falta de leite, também foi parte do elenco que conquistou o Brasileiro em 1999 e o Mundial em 2000, ano em que deixou o clube. Ele realizou 131 partidas e anotou quatro gols com a camisa alvinegra. Depois, já como ex-atleta, trabalhou nas categorias de base do Timão. Além disso, integrava a equipe Máster, que realiza jogos de exibição pelo País.

O Corinthians se une aos parentes, amigos e fãs do atleta neste momento de muita dor pela perda precoce de Gilmar Fubá, que sem dúvida será lembrado pelo seu bom humor e pelos títulos conquistados no Timão. Sem dúvida, deixará saudades.

LEIA MAIS

Condenados pela Fifa, Jô e Corinthians podem ter recurso julgado em 2022

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...