Pular para o conteúdo

Com 26 gols, Marinho entra para o top 100 de artilheiros do Santos

Foto: Staff images /CONMEBOL

Jogador é o principal destaque do Peixe em 2020, apesar de polêmicas com diretoria

O gol marcado pelo camisa 11 do Santos, Marinho, no triunfo por 2 a 1 sobre a LDU, clube de Quito, no Equador, na última terça-feira (24), na partida de ida das oitavas de final da Libertadores da América, colocou o jogador na relação dos 100 maiores artilheiros da história do Peixe, com 26 gols marcados.

No ano passado, temporada em que chegou a equipe, ele fez oito gols. Neste ano, no entanto, o atacante superou além da marca de 2019 e já soma 18 gols entre o Campeonato Paulista, Brasileirão e Libertadores.

“Estar entre os 100 maiores artilheiros da história do Santos, um clube que já teve jogadores fantásticos no passado, como o maior de todos, Pelé, é uma honra. Vestir essa camisa tem um peso enorme. O Santos é um clube gigante. Sou um privilegiado por estar aqui e por viver um momento tão especial em minha carreira jogando no Peixe”, falou Marinho em entrevista ao Globo Esporte.

Top 10 + Marinho*

  • Pelé: 1091 gols
  • Pepe: 403 gols
  • Coutinho: 368 gols
  • Toninho Guerreiro: 279 gols
  • Feitiço: 214 gols
  • Dorval: 194 gols
  • Araken Patusca: 184 gols
  • Edu: 184 gols
  • Pagão: 157 gols
  • Tite: 151 gols
  • Marinho: 26 gols

Veja também: Defensa y Justicia x Vasco e Guaraní x Grêmio: veja escalações e desfalques das partidas

Para atingir a marca de 26 gols no segundo tempo de jogo contra a LDU, o atacante fez uma boa jogada individual e sofreu pênalti. O próprio foi para a cobrança e marcou o gol de vitória do Peixe.

O gol de número 26 não foi marcante apenas para conquista pessoal do jogador, mas também para o clube santista. Afinal, com o placar conquistado no Equador, a equipe larga em vantagem para a partida de volta, já que pode ser derrotado por 1 a 0, devido ao método de gols marcados fora de casa.

Com o total de 26 gols no Peixe, o camisa 11 divide posição de número 100 com atletas que defenderam o time do Santos em tempos diferentes e deixaram seu registro no clube, são eles:

  • Copete (desde 2016 )
  • Euzébio (1973 – 1974)
  • Totonho (1975 – 1976)
  • Zé Love (2010 – 2011)

*Os dados são dos historiadores do Santos

Algumas das figuras brilhantes mais recentes do Santos também constam na relação do top 100, como o atacante Neymar (138), Robinho (111) e Ricardo Oliveira (92). Serginho Chulapa marcou 104 gols.

“Espero melhorar ainda mais meus números com a camisa do clube e, quem sabe, entrar no top 90, 80…vou trabalhar por isso”, disse o camisa 11.

O jogador também tem sido evidenciado pelo seu engajamento tático dentro das quatro linhas nesta temporada. No ano passado, era comum Marinho ser lembrado por ser “fominha” por sempre tentar chutar quando estava próximo da grande área. Porém, neste ano, o atacante mudou seu comportamento, ficou mais participativo e transformou-se em um líder de referência técnica para os seus companheiros de equipe.

O time santista retorna aos gramados neste sábado (28), às 17h (de Brasília), quando o Santos enfrenta o Sport, em casa, na Vila Belmiro, pela partida válida a 23º rodada do Campeonato Brasileiro.