Pular para o conteúdo

Marc Gasol segue afastado por protocolos de saúde da liga

    O Los Angeles Lakers não informou quais os motivos, mas o pivô cumprirá uma breve quarentena

    Peça importante da rotação do Los Angeles Lakers, o pivô Marc Gasol ficará afastado por conta dos protocolos de saúde da NBA.

    O técnico Frank Vogel confirmou a situação. Sendo assim, o espanhol não os próximos jogos da franquia em busca do topo da Conferência Oeste.

    Embora os Lakers não tenham informado porque Gasol foi afastado, a imprensa norte-americana estima que ele tenha quebrado algum procedimento implementado na por conta da COVID-19. Contando a pausa do All-Star Game 2021, o grandalhão ficará 16 dias sem jogar oficialmente, já que também esteve ausente em três partidas antes da parada.

    É por isso que a franquia liderada assinou um contrato de 10 dias com o pivô Damian Jones – inclusive, o substituto está com médias de 5.4 pontos e 3.2 rebotes em 14 minutos.

    Perguntado sobre o desfalque, o armador Dennis Schroder disse que, mesmo com as adversidades, resta cumprir os protocolos para voltar ao jogo. “Mesmo se você estiver saudável e nos protocolos de saúde e segurança, você ainda tenta trabalhar. No fim do dia somos profissionais”, disse o alemão.

    Gasol chegou ao Lakers em novembro de 2020 e vinha atuando bem na equipe de Los Angeles, com médias de: 4.8 pontos, 4.1 rebotes e 2 assistências em 20 minutos.

    Como noticiamos, Marc abriu mão de acordos financeiros melhores para conseguir brigar pelo título da temporada. O pivô acertou o contrato com um valor equivalente a um salário mínimo de veterano, com mais de dez anos de experiência na liga, algo em torno de US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 13 milhões). É cerca de 10% do que o jogador ganhou na temporada passada, segundo o jornal espanhol “Marca”.

    Lakers são dominados pelo Phoenix Suns e perdem segunda partida seguida

    Com 26 pontos de Devin Booker e Deandre Ayton, Phoenix se impôs desde o início e em nenhum momento do duelo ficou atrás do marcador. Em dado momento, a vantagem chegou a 18 pontos.

    Pelos Lakers, os destaques foram Montrezl Harrell, com 23 pontos, e Dennis Schröder, com 22. Ao todo, o time teve 50 pontos marcados por atletas vindos do banco de reservas.

    Além da ausência de LeBron, Los Angeles também não contou com Anthony Davis, ausente desde o mês passado por uma lesão no tendão calcâneo, e Marc Gasol, por protocolos anti-Covid-19. Os astros viram a partida do banco de reservas de Los Angeles. LeBron, por sinal, estava com uma bota no pé direito para poupar o tornozelo avariado.

    Com tantos desfalques, o técnico Frank Vogel precisou escalar uma formação remendada, com Markieff Morris como pivô titular, Kyle Kuzma como ala de força e Wesley Matthews.

    Tantas mudanças descaracterizaram a equipe, e Phoenix aproveitou. Comandou o primeiro quarto (31 a 26), estendeu a dianteira no segundo (59 a 44) e viu uma ligeira reação angelina no terceiro (88 a 76), mas reteve a liderança para amealhar a vitória com folga de 17 pontos (111 a 94).

    Os Suns agora têm 28 triunfos e 13 derrotas e se mantêm firmes na segunda posição da Conferência Oeste, atrás do Utah Jazz (30v-11d). Os Lakers, que aparecem logo atrás (28v-15d) dos rivais do Arizona, não fazem previsão para o retorno de LeBron.

    LEIA MAIS