Home Basquete Marc Gasol segue afastado por protocolos de saúde da liga

Marc Gasol segue afastado por protocolos de saúde da liga

O Los Angeles Lakers não informou quais os motivos, mas o pivô cumprirá uma breve quarentena

Peça importante da rotação do Los Angeles Lakers, o pivô Marc Gasol ficará afastado por conta dos protocolos de saúde da NBA.

O técnico Frank Vogel confirmou a situação. Sendo assim, o espanhol não os próximos jogos da franquia em busca do topo da Conferência Oeste.

Embora os Lakers não tenham informado porque Gasol foi afastado, a imprensa norte-americana estima que ele tenha quebrado algum procedimento implementado na por conta da COVID-19. Contando a pausa do All-Star Game 2021, o grandalhão ficará 16 dias sem jogar oficialmente, já que também esteve ausente em três partidas antes da parada.

É por isso que a franquia liderada assinou um contrato de 10 dias com o pivô Damian Jones – inclusive, o substituto está com médias de 5.4 pontos e 3.2 rebotes em 14 minutos.

Perguntado sobre o desfalque, o armador Dennis Schroder disse que, mesmo com as adversidades, resta cumprir os protocolos para voltar ao jogo. “Mesmo se você estiver saudável e nos protocolos de saúde e segurança, você ainda tenta trabalhar. No fim do dia somos profissionais”, disse o alemão.

Gasol chegou ao Lakers em novembro de 2020 e vinha atuando bem na equipe de Los Angeles, com médias de: 4.8 pontos, 4.1 rebotes e 2 assistências em 20 minutos.

Como noticiamos, Marc abriu mão de acordos financeiros melhores para conseguir brigar pelo título da temporada. O pivô acertou o contrato com um valor equivalente a um salário mínimo de veterano, com mais de dez anos de experiência na liga, algo em torno de US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 13 milhões). É cerca de 10% do que o jogador ganhou na temporada passada, segundo o jornal espanhol “Marca”.

Lakers são dominados pelo Phoenix Suns e perdem segunda partida seguida

Com 26 pontos de Devin Booker e Deandre Ayton, Phoenix se impôs desde o início e em nenhum momento do duelo ficou atrás do marcador. Em dado momento, a vantagem chegou a 18 pontos.

Pelos Lakers, os destaques foram Montrezl Harrell, com 23 pontos, e Dennis Schröder, com 22. Ao todo, o time teve 50 pontos marcados por atletas vindos do banco de reservas.

Além da ausência de LeBron, Los Angeles também não contou com Anthony Davis, ausente desde o mês passado por uma lesão no tendão calcâneo, e Marc Gasol, por protocolos anti-Covid-19. Os astros viram a partida do banco de reservas de Los Angeles. LeBron, por sinal, estava com uma bota no pé direito para poupar o tornozelo avariado.

Com tantos desfalques, o técnico Frank Vogel precisou escalar uma formação remendada, com Markieff Morris como pivô titular, Kyle Kuzma como ala de força e Wesley Matthews.

Tantas mudanças descaracterizaram a equipe, e Phoenix aproveitou. Comandou o primeiro quarto (31 a 26), estendeu a dianteira no segundo (59 a 44) e viu uma ligeira reação angelina no terceiro (88 a 76), mas reteve a liderança para amealhar a vitória com folga de 17 pontos (111 a 94).

Os Suns agora têm 28 triunfos e 13 derrotas e se mantêm firmes na segunda posição da Conferência Oeste, atrás do Utah Jazz (30v-11d). Os Lakers, que aparecem logo atrás (28v-15d) dos rivais do Arizona, não fazem previsão para o retorno de LeBron.

LEIA MAIS

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...