Home Futebol Grupo dono do Manchester City pretende oferecer contrato de 10 anos a...

Grupo dono do Manchester City pretende oferecer contrato de 10 anos a Messi

Camisa 10 deve proposta dos Emirados Árabes para ser embaixador do clube e escolher onde encerrar a carreira

Cogitado como provável destino de Lionel Messi quando o craque buscou a saída do Barcelona há poucos meses, o Manchester City permanece interessado em ter o jogador argentino defendendo o clube. E não só dentro de campo. O jornal “The Times”, da Inglaterra, publicou em sua edição nesta terça-feira (24) que o grupo empresarial que é dono do time inglês planeja oferecer um contrato de 10 anos com o atacante, que poderia se tornar embaixador da marca.

Segundo a informação publicada, o interesse em Messi vai muito além do Manchester City, onde o craque poderia reencontrar seu ex-técnico Pep Guardiola. O projeto seria do Grupo de Futebol City, conglomerado dos Emirados Árabes Unidos que possui o clube de Manchester como grande bandeira, e além disso, é dono de outras nove equipes ao redor do planeta. A princípio, a empresa estaria interessada em ter o astro atuando na Inglaterra, mas cogitaria a possibilidade de deixa-lo livre para optar por outra franquia para defender antes de terminar sua carreira.

De acordo com o jornal “The Times”, a ideia seria aproveitar a ocasião para apresentar uma proposta grandiosa ao camisa 10, que estará livre para assinar um pré-acordo em janeiro do ano que vem, seis meses antes de encerrar o seu vínculo com o Barça. Com isso, o Grupo City ofereceria um contrato de 10 anos que ficaria dividido em um período de serviços executados como jogador e outro como embaixador da empresa ao redor do mundo.

Aos 33 anos, o craque do Barcelona inicialmente defenderia o Manchester City, no entanto poderia escolher por pendurar as chuteiras em outra franquia que pertence ao grupo. Ou seja: teria diversas opções em diferentes continentes, visto que o conglomerado é dono de times como New York City, dos Estados Unidos; do Melbourne City, da Austrália; do Yokohama F. Marinos, no Japão; do Mumbai City, na Índia; e do Lommel SK, na Bélgica.

Veja também: Diamond League anuncia calendário com 14 etapas

Caso escolha pendurar as chuteiras, o argentino compareceria em eventos representando o conglomerado, até o encerramento de seu contrato. Dessa forma, o Grupo City acredita que poderia valorizar sua marca, vinculando à sua imagem à de Messi – que se transformaria no grande expoente do projeto de futebol junto ao governo dos Emirados Árabes, que teve início em 2008 com a equipe de Manchester.

A reportagem divulgada pelo “The Times” veio um dia depois de a “Sky Sports” publicar que o Manchester City não tinha nenhum interesse da contratação do camisa 10 neste momento. A todo o momento cogitado no time inglês, o nome de Messi ganhou força no fim da última temporada, quando o argentino comunicou ao Barcelona que gostaria de deixar a equipe sem o pagamento de multa rescisória. Diante a conduta da diretoria, Messi voltou atrás para não se envolver em uma briga judicial contra o time espanhol, mas deixou entrelinhas que planeja deixar o clube ao fim da atual temporada.

Perante a tudo isso, o Manchester City permanece com o plano ambicioso para o futuro com a possível chegada do craque Lionel Messi.

- Advertisment -

Popular

Conheça a origem do futsal

O futsal, também conhecido como futebol de salão, é uma modalidade de esporte que se adaptou do futebol de campo para as quadras. O...

O que é atletismo e suas modalidades?

O que é atletismo? Em tempos de Olimpíadas, o atletismo entra em pauta de jornais, programas de TV e no entretenimento da população. Mas, afinal,...

Saiba quem é o 4 de Julho, rival do São Paulo na Copa do Brasil

Clube piauiense recebe o Tricolor do Morumbi nesta terça, às 21h30. Com folha de R$ 140 mil/mês, time soma quase R$ 3 milhões de...

Carlo Ancelotti é o escolhido para ser o novo técnico do Real Madrid

Com contrato com o Everton, da Inglaterra, até 2024, técnico italiano assume a liderança da fila de mais cotados para substituir Zidane Jornais da Espanha,...