Pular para o conteúdo

Lewandowski é eleito o melhor jogador do mundo

    Lewandowski com o troféu de melhor jogador do mundo

    Atacante do Bayern supera Cristiano Ronaldo e Messi, enquanto a inglesa Lucy Bronze leva como melhor jogadora. Confira todos os premiados

    Por mais estranha que possa parecer essa fase, deu a lógica que certamente, muitas pessoas já esperavam. O centroavante polonês Robert Lewandowski confirmou o favoritismo e foi eleito na última quinta-feira (17) o melhor jogador do mundo da temporada 2019/2020 na premiação Fifa The Best. O jogador do Bayern superou ninguém menos que o português Cristiano Ronaldo, da Juventus, e o argentino Messi, do Barcelona, os maiores de sua geração.

    O polonês foi o primeiro colocado com 58 pontos, enquanto Cristiano Ronaldo terminou em segundo com 38, muito perto de Messi, terceiro com 35. Neymar ficou apenas com a nona posição, com 16 pontos.

    A melhor jogadora foi a inglesa Lucy Bronze, ex-Lyon e atualmente no Manchester City, surpreendentemente à frente da dinamarquesa Pernille Harder, do Chelsea, e da francesa Wendie Renard, do Lyon.

    A cerimônia do Fifa The Best, completamente virtual, foi apresentada pelo ex-jogador holandês Ruud Gullit e pela jornalista inglesa Reshmin Chowdhury. Lewandowski recebeu o prêmio das mãos do presidente da Fifa, Gianni Infantino.

    O prêmio de melhor jogador do mundo foi o último dos 11 entregues pela Fifa. Confira todos abaixo em ordem:

    Melhor goleira: Sarah Bouhaddi (Lyon)

    A primeira ganhadora foi a goleira francesa Sarah Bouhaddi, do Lyon, que bateu a chilena Christiane Endler, do Paris Saint-Germain, e a norte-americana Alyssa Naeher, do Chicago Red Stars.

    Melhor goleiro: Neuer (Bayern)

    Em seguida, foi a vez dos homens na premiação. O brasileiro Alisson, do Liverpool, o alemão Manuel Neuer, do Bayern, e o esloveno Oblak, do Atlético de Madrid, concorreram ao prêmio de melhor goleiro. Neuer levou a melhor depois de ter sido campeão de tudo com o Bayern.

    Prêmio Puskás: Son (Tottenham)

    O coreano Son, do Tottenham, venceu a disputa com os uruguaios Luis Suárez (ex-Barcelona e atualmente no Atlético de Madrid) e Giorgian De Arrascaeta (Flamengo).

    Melhor técnica: Sarina Wiegman (Holanda)

    A Fifa publicou em sua página no Twitter que a técnica holandesa escreveu um capítulo importante na história.

    Melhor técnico: Jürgen Klopp (Liverpool)

    O alemão ganhou pelo segundo ano seguido ao bater Hansi Flick (Bayern) e Marcelo Bielsa (Leeds United).

    Prêmio Fair Play: Mattia Agnese (Itália)

    O jogador italiano Mattia Agnese ganhou o prêmio por ter salvado a vida de um jogador adversário durante uma partida pelo Ospedaletti, um pequeno time da Itália.

    Fifa Fan Award: Marivaldo Francisco da Silva (Brasil)

    O torcedor do Sport que anda quase 60 quilômetros para ver o seu time do coração levou a melhor sobre filantropo escocês e torcedores colombianos.

    Seleção Fifa FIFPro Feminina

    Endler, Bronze, Renard, Bright, Cascarino, Bonansea, Verônica Boquete, Megan Rapinoe, Harder, Miedema e Tobin Heath.

    Seleção Fifa FIFPro Masculina

    Alisson, Alexander-Arnold, Van Dijk, Sergio Ramos, Davies; Kimmich, De Bruyne, Thiago Alcântara; Messi, Lewandowski e Cristiano Ronaldo.

    Melhor jogadora: Lucy Bronze (Lyon/Manchester City)

    A lateral-direita inglesa Lucy Bronze, do Manchester City, que conquistou o prêmio por suas atuações pelo Lyon, onde jogou até agosto, superou na eleição a atacante dinamarquesa Pernille Harder, ex-Wolfsburg, hoje no Chelsea, e a zagueira francesa Wendie Renard, do Lyon.

    LEIA MAIS 

    Fifa: veja candidatos ao prêmio de melhor do mundo em cada categoria