Pular para o conteúdo

LaVine se aproxima de Jordan, Jazz bate o Lakers e mais sobre a NBA

Zach LaVine foi destaque da vitória do Chicago Bulls sobre o Minnesota Timberwolves — Foto: Jeff Haynes/NBAE via Getty Images

Ala-armador do Chicago Bulls encostou em médias do camisa 23 e ainda se tornou o único da franquia além do ídolo a fazer oito partidas de 30 pontos neste mês

O que não faltaram foram lances para ficar de olho na rodada da noite desta quarta-feira na NBA. Teve a quarta derrota consecutiva do Los Angeles Lakers – e uma marca que pode renovar as esperanças dos torcedores – Zach Lavine encostando nos números de Michael Jordan pelo Chicago Bulls e a sensação Trae Young, do Atlanta Hawks, trazendo lembranças ruins para o gerente do Boston Celtics, Danny Ainge.

Não é novidade que a ausência de Anthony Davis é sentida pelo Los Angeles Lakers, que sofreu sua quarta derrota consecutiva contra o Utah Jazz. E a franquia angelina teve trabalho para lidar com a dupla formada por Rudy Gobert e Donovan Mitchell em uma noite inspirada.

Apesar da derrota, LeBron James foi, mais uma vez, o melhor da franquia angelina em quadra. E ainda deu pra deixar essa enterrada de dar susto nos adversários. Embora o resultado seja amargo, vale lembrar que, na temporada 2019-2020, vencida pelos Lakers, a franquia angelina também sofreu com uma série de quatro derrotas consecutivas.

LaVine faz tudo

O ala-armador teve uma noite para comemorar nesta quarta. Além da vitória do Chicago Bulls sobre o Minnesota Timberwolves, a terceira consecutiva, Zach LaVine marcou 35 pontos na disputa.

Com médias de 28.6 pontos, 5.4 rebotes e 5.1 assistências, o camisa 8 se tornou o único jogador da franquia desde Michael Jordan a ultrapassar os 25 pontos, 5 rebotes e 5 assistências de média. Ele também possui oito partidas com 30 ou mais pontos, sendo o único além de Jordan a alcançar tal feito na historia do time.

Show de Curry e Young

Até quando as coisas dão errado, tudo dá certo para Stephen Curry. O astro do Golden State Warriors deixou a desejar nas bolas de 3, mas saiu de quadra com 24 pontos e mais uma vitória debaixo do braço.

E mais uma vez, Trae Young foi o nome da vitória do Atlanta Hawks, dessa vez contra o Boston Celtics. Além de marcar 33 pontos, o armador ainda tirou onda.

Volta do público em arenas da NBA em NY

A pandemia ainda espalha dor, sofrimento e luto nos Estados Unidos. O país lidera a triste estatística de óbitos por conta do coronavírus e ultrapassou nesta semana a fúnebre marca de 500 mil mortes decorrentes da Covid-19. Ainda assim, as ligas esportivas americanas dão sequência aos calendários planejados e adaptam maneiras de comportar público nas arenas e estádios.

Desta vez, o calendário alterado de 82 para 72 partidas é uma das poucas modificações na liga que mesmo durante a pandemia conta com equipes viajando por todo o país. A NBA abriu possibilidade para cada equipe decidir se abriria seus jogos para a torcida, de acordo com as leis de cada estado. Nesta terça-feira, foi a vez de Nova York dar novamente as boas-vindas ao público para os dois representantes da cidade na competição, New York Knicks e Brooklyn Nets. O governador do estado, Andrew Cuomo, liberou a presença de público em ambientes fechados com pelo menos 10 mil assentos.

LEIA MAIS

76ers vencem os Raptors com autoridade