Home Mais Esportes Itapetininga vence o Cruzeiro, faz história e vai à semifinal da Superliga...

Itapetininga vence o Cruzeiro, faz história e vai à semifinal da Superliga pela primeira vez

Equipe paulista eliminou o melhor time na classificação geral

Foi com muita emoção a classificação do Itapetininga para as semifinais da Superliga Masculina. Pressionado por ter perdido a primeira partida do confronto das quartas de final, o Cruzeiro iniciou com tudo o jogo, mas a equipe paulista conseguiu a virada histórica para vencer por 3 sets a 2 (15/25, 18/15, 25/21, 25/23 e 18/16) e chegar às semifinais do torneio pela primeira vez na história, eliminando o maior vencedor do torneio.

Devido às restrições de circulação vigentes no estado de São Paulo em função do agravamento da Covid-19, as duas partidas foram disputadas no ginásio do Riacho, em Contagem. As atividades esportivas estão liberadas em Minas Gerais até domingo (21), desde que respeitado o toque de recolher a partir das 20h (de Brasília).

Os dois primeiros sets desta quarta-feira (17) mostraram totalmente o oposto do que aconteceu no último sábado (13). Concentrado, o Cruzeiro conseguiu anular as principais opções de ataque dos paulistas por conta do bom funcionamento do bloqueio. Na virada de bola, o destaque ficou por conta de Facundo Conte.

Em seguida, o Itapetininga voltou a mostrar o melhor do vôlei do time, se recuperou no jogo e levou a partida para o tie-break. O crescimento da equipe passou pelo crescimento na atuação do ponteiro Adriano e do oposto Renan, que marcou 25 pontos e foi eleito o melhor da partida pelo público.

Pela primeira vez entre os quatro melhores do Brasil, o Itapetininga enfrenta o Minas nas semifinais.

O jogo

Logo no início do jogo, o Cruzeiro mostrou que estava mais ligado do que no último sábado. Com dois pontos de bloqueio, a equipe mineira conseguiu abrir 4 a 1. A vantagem foi mantida devido a boa atuação de Facundo Conte, que marcou seis dos primeiros 13 pontos da Raposa no confronto quando o placar ainda marcava. Bloqueio e ataque seguiram funcionando para os cruzeirenses em todo o primeiro set, fechado em 25 a 15.

A equipe celeste conseguiu diminuir o impacto do oposto Renan na partida durante o começo do segundo set. O maior pontuador do primeiro jogo teve dificuldades para superar o bloqueio rival. Do outro lado, os atacantes cruzeirenses seguiram com bom aproveitamento, fazendo 10 a 6. Os dois times trocaram pontos até o Cruzeiro abrir 22 a 16, após passagem do ponteiro argentino pelo saque, com dois aces. O set foi vencido por 25 a 18 pela equipe de Marcelo Mendez.

O terceiro set marcou o começo do equilíbrio do confronto. Com os dois sistemas ofensivos levando a melhor sobre as defesas, nenhuma das duas equipes conseguiu abrir mais do que dois pontos de diferença para o rival até a reta final, quando o Itapetininga abriu 20 a 18 com ataque de Renan. Os paulistas ainda ampliaram a vantagem com o ponteiro Adriano no saque e forçaram a realização de mais um set em 25 a 21.

Após mais um início equilibrado, o Cruzeiro conseguiu fazer 7 a 4 depois de vencer dois desafios em sequência. A virada de Itapê veio após dois bloqueios em cima do oposto Alan, do Cruzeiro. A partir desse momento, as duas equipes seguiram trocando pontos, ficando mais uma vez próximos no placar. Os paulistas conseguiram abrir 17 a 14, forçando uma parada técnica de Marcelo Mendez. Quando a vitória do Itapetininga parecia certa, Isac conseguiu dois aces e colocou de novo a Raposa na disputa, diminuindo a vantagem para 23 a 22. Mas com uma falha de saque de Alan, a parcial acabou em 25 a 23, forçando um tie-break.

O treinador Marcelo Mendez começou o tie-break com o cubano López como oposto e com Rodriguinho na ponta. Do outro lado, Renan foi o nome mais acionado pelo levantador Carísio. No placar, equilíbrio entre os times até o final. O Itapetininga chegou a ter 14 a 12 e duas bolas para garantir a classificação histórica, mas o bloqueio azul funcionou no momento decisivo. Depois de cinco chances e muita emoção, a equipe paulista alcançou a classificação histórica com ataque do jovem ponteiro Adriano, em 18 a 16.

LEIA MAIS

Campinas vence o Uberlândia e vai à semifinal da Superliga Masculina

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...