Pular para o conteúdo

Max Holloway deseja lutas múltiplas com Volkanovski

    Max Holloway caminha em direção a Alex Volkanovski na segunda luta entre eles: ex-campeão quer provar superioridade ao rival

    Ex-campeão dos penas faz neste sábado o primeiro evento principal do UFC no ano e sabe que precisa impressionar contra Calvin Kattar para receber novo title-shot

    Ex-campeão dos pesos-penas do UFC, Max Holloway fez no último sábado (9) sua primeira luta sem um cinturão em jogo desde 2016. O duelo com o também americano Calvin Kattar é a luta principal do primeiro evento do Ultimate neste ano e acontece na Ilha da Luta de Abu Dhabi. Foi lá que Holloway fez sua última disputa de título, contra o australiano Alexander Volkanovski. O confronto era uma revanche imediata e teve o mesmo resultado do primeiro encontro: vitória de Volkanovski por pontos.

    As decisões dos juízes foram contestadas. A de julho de 2020 recebeu críticas não só de fãs e jornalistas especializados, mas também de lutadores e treinadores. A polêmica fez Holloway questionar a competitividade do adversário: o havaiano disse que gostaria de fazer lutas múltiplas contra o atual campeão, como se estivesse em uma série de playoffs da NBA.

    “De 80% a 90% do mundo acreditam que eu venci esta luta, e não foram só fãs, foram pessoas respeitadas, como treinadores, tipo o Firas Zahabi, ou o Big John, que escreveu o regulamento! E tem meus competidores, como Nate (Diaz), Dustin (Poirier), Justin (Gaethje), Jorge (Masvidal), todos esses caras. Imagina se todos esses caras, quando eu enfrentei o (José) Aldo, tivessem dito que eu perdi. Eu provavelmente teria me mudado para o Brasil e tentado lutar com ele todos os dias para provar um ponto, que o que aconteceu não aconteceu. Mas é o meu jeito, sou competitivo, é algo que tenho em mim”, explicou “Blessed” em entrevista por vídeo-chamada ao Combate.

    Para Holloway, a única luta que interessa após o confronto com Kattar é uma trilogia com Volkanovski. No entanto, o ex-campeão sabe que com as duas lutas anteriores tão recentes, será complicado receber uma terceira oportunidade tão rápido. Ele tem consciência que precisa mostrar “algo mais” no sábado (16).

    “Vamos ver o que acontece. É para isso que tenho um manager. Tenho o Kattar primeiro no próximo sábado, tenho que cuidar dos meus negócios e fazer algo espetacular. Não deixar eles me negarem. Aí deixarei para meu manager fazer sua mágica. Tenho algo especial para esta luta com certeza, não percam”.

    Apesar do desejo por um reencontro com o campeão, Holloway está empolgado com a luta contra Calvin Kattar. O havaiano gosta do estilo do rival, um boxeador da tradicional escola de Boston. Além disso, o card de sábado será o primeiro com a presença de fãs em dez meses, desde o início da pandemia do novo Coronavírus, e também o primeiro em TV aberta nos EUA em mais de dois anos.

    “Significa muito! Venho dizendo para todo mundo que se tiver alguém que vocês estão tentando convencer, que esteja falando mal do MMA e você quer que seja fã do esporte, diga a eles para sintonizar no sábado que eu farei o resto por você. Vamos estar em muitas casas novas com muitos novos fãs. Faça-os sintonizar e eu farei o resto”, prometeu.

    Confira o card completo do evento:

    UFC Holloway x Kattar
    16 de janeiro de 2021, na Ilha da Luta (Abu Dhabi)
    CARD PRINCIPAL (17h, horário de Brasília):
    Peso-pena: Max Holloway x Calvin Kattar
    Peso-meio-médio: Carlos Condit x Matt Brown
    Peso-meio-médio: Santiago Ponzinibbio x Li Jingliang
    Peso-médio: Joaquin Buckley x Alessio Di Chirico
    Peso-médio: Punahele Soriano x Dusko Todorovic
    CARD PRELIMINAR (14h, horário de Brasília):
    Peso-médio: Phil Hawes x Nassourdine Imavov
    Peso-galo: Wu Yanan x Joselyne Edwards
    Peso-médio: Omari Akhmedov x Tom Breese
    Peso-pesado: Carlos Boi x Justin Tafa
    Peso-meio-médio: David Zawada x Ramazan Emeev
    Peso-galo: Sarah Moras x Vanessa Melo
    Peso-pena: Jacob Kilburn x Austin Lingo

    LEIA MAIS

    Anthony Pettis anuncia saída do UFC