Home Fórmula 1 Hamilton pode quebrar recordes na F1 deste ano; veja lista

Hamilton pode quebrar recordes na F1 deste ano; veja lista

Piloto da Mercedes pode superar novas marcas de Senna e Schumacher

Lewis Hamilton encerrou o ano passado empilhando recordes na Fórmula 1, incluindo o heptacampeonato mundial e o número absoluto de triunfos, pódios e pole positions. E agora, aos 36 anos e rumo à sua 15ª temporada na categoria em 2021, o britânico da Mercedes quer e pode alcançar e quebrar novos recordes estabelecidos anteriormente por nomes como Michael Schumacher, Ayrton Senna e Sebastian Vettel.

Atualmente, Hamilton é dono de sete títulos mundiais, 95 vitórias, 165 pódios e 98 pole positions em 266 Grandes Prêmios disputados, mas não para por aí. Confira, abaixo, alguns dos recordes que ainda faltam no currículo do heptacampeão. As informações foram divulgadas no site do Globo Esporte.

1 – Títulos absolutos

No ano passado, Hamilton se sagrou heptacampeão mundial ao conquistar o triunfo no GP da Turquia, igualando o número de títulos de Michael Schumacher – maior campeão da história da Fórmula 1 até o momento. No último ano de vigência do regulamento que estabeleceu a hegemonia de sua equipe, a Mercedes, Hamilton é o favorito para faturar o campeonato, que pode consagrá-lo como o maior campeão de todos os tempos.

2 – Títulos consecutivos

Entre 2017 e 2020, o piloto faturou quatro títulos seguidos, encostando nas marcas de Juan Manuel Fangio (1954-1957) e Sebastian Vettel (2010-2013). Se vencer neste ano, a quinta conquista do heptacampeão da Mercedes igualará o feito de Schumacher, que entre 2000 e 2004, levou cinco campeonatos sucessivos com a Ferrari.

3 – Vitórias consecutivas

Hamilton vem batendo na trave desta marca há pelo menos 7 anos. Até agora, o piloto a vencer mais provas sucessivamente é Sebastian Vettel, com nove vitórias na temporada de 2013 com a RBR. Em 2020, o heptacampeão parou no número cinco, subindo no lugar mais alto do pódio entre os GPs de Eifel e do Bahrein.

4 – Vitórias consecutivas em um único GP

O atual detentor desta marca é Ayrton Senna. O tricampeão brasileiro venceu cinco vezes consecutivas o GP de Mônaco, feito que lhe rendeu o apelido de “Rei de Mônaco”. O piloto da Mercedes também estabeleceu seu domínio em um território real, somando 4 vitórias consecutivas no GP da Espanha entre 2017 e 2020. Na temporada 2021, a etapa que pode sacramentar mais um recorde de Hamilton será realizada em 9 de maio.

5 – Maior número de vitórias na temporada

Ninguém venceu tantas vezes em um único campeonato como Michael Schumacher e Sebastian Vettel, que conquistaram 13 vitórias, respectivamente, nos anos de 2004 e 2013. Porém, essa é mais uma marca que Hamilton terá a chance de repetir ou quebrar neste ano, com 23 etapas no calendário da F1. Em 2020, o britânico da Mercedes venceu 11 das 17 provas da temporada, número que repetiu em 2019, 2018 e 2014, quando também faturou o título.

6 – Pódios consecutivos

Hamilton já ultrapassou, no ano passado, o recorde de pódios de Michael Schumacher. Agora, o piloto mira a marca do heptacampeão de pódios sucessivos; Schumacher terminou entre os três primeiros em 19 corridas de 2001 a 2002, enquanto Hamilton repetiu o feito em 16 etapas, entre 2014 e 2015.

7 – Pole positions consecutivas

Outra marca que Hamilton pode conquistar neste ano é a de pole positions sucessivas, cujo detentor atual é Ayrton Senna, que largou na frente em oito corridas consecutivas entre 1988 e 1989 com a McLaren. O piloto da Mercedes, por sua vez, já repetiu o feito em sete ocasiões, na dominante temporada de 2015.

8 – Pole positions em uma única pista

Hamilton divide com Senna a marca de maior número de pole positions conquistadas em um único circuito, com oito: no Autódromo Enzo e Dino Ferrari em Imola para o brasileiro, e no GP da Austrália para o britânico da Mercedes. Em 21 de novembro, data para a qual está marcada a corrida desse ano em solo australiano, o heptacampeão tem a chance de quebrar mais uma marca de seu maior ídolo na categoria.

LEIA MAIS

Verstappen lidera 1º treino, Hamilton volta em 5º e Schumacher estreia em 18º

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...