Home Fórmula 1 Após acusação de assédio, Haas afirma que mantém Mazepin em 2021

Após acusação de assédio, Haas afirma que mantém Mazepin em 2021

A Haas publicou um comunicado oficial nesta quarta-feira confirmando Nikita Mazepin como piloto da escuderia na próxima temporada. No texto a equipe afirma que a postura do russo num caso de assédio no início de dezembro será lidado internamente e que não comentará mais o assunto publicamente.

No dia 9 de dezembro, Mazepin foi acusado de assédio sexual após publicar um vídeo posteriormente deletado pelo próprio piloto. As imagens, registradas durante a madrugada no horário de Abu Dhabi, mostram Mazepin sendo repelido ao tentar por a mão dentro da blusa de uma jovem que o acompanhava em um carro com outros amigos.

Embora o vídeo tenha sido deletado por Mazepin, as imagens foram registradas por usuários nas redes sociais e viralizaram. O assunto viralizou no Twitter com pedidos pela rescisão do contrato do russo. Desde o princípio a Haas disse que repudiava a postura, mas que trataria o assunto internamente.

Em repercussão ao caso, a hashtag #WeSayNoToMazepin (Dizemos não a Mazepin, em português) entrou nos tópicos mais comentados do Brasil, com quase 12 mil menções, e também no mundo. Além disso, fãs da categoria no Brasil e em outros países divulgaram um abaixo-assinado que pede a demissão do piloto da Haas, com mais de 40 mil assinaturas.

Nikita pediu desculpas pelo constrangimento causado e disse reconhecer o erro. No dia 18, no entanto, ele apagou as desculpas que postou em suas redes em resposta à repercussão do caso. A exclusão foi notada pelo público na internet, e o nome do piloto voltou a ser um dos assuntos mais comentados nas redes.

“Eu gostaria de me desculpar pelas minhas ações recentes em relação ao meu comportamento inapropriado e o fato de que ele foi exposto nas redes sociais. Sinto muito peça ofensa que causei diretamente e pelo constrangimento que trouxe para a Haas. Eu tenho que me manter em um alto padrão como piloto de Fórmula 1 e reconheço que decepcionei a mim próprio e muitas pessoas. Prometo que vou aprender com isso”, escreveu o piloto na publicação deletada, na qual não mencionou a jovem envolvida no caso.

A Haas repudiou o ato do russo; no entanto, o time se limitou a dizer que o assunto será tratado internamente, posição reforçada pelo chefe da equipe Gunther Steiner após o GP de Abu Dhabi, que encerrou o campeonato 2020 da Fórmula 1 no último fim de semana:

– Tínhamos um fim de semana de corrida acontecendo então não me concentrei nisso. Mas esse será o trabalho para quando eu voltar ao meu escritório em casa. Falamos sobre isso até o fim de semana da corrida começar, e eu disse que não adiantava fazer nada agora porque tínhamos um foco. Talvez vocês nunca saibam do que foi tratado e quais são as circunstâncias, porque vou mantê-las privadas. Não acho que isso seja sobre minha reação pessoal, porque eu preciso ser objetivo.

Ao se pronunciar sobre o assédio, a Fórmula 1 e a Federação Internacional do Automobilismo (FIA) também classificaram as ações do piloto como inadequadas, mas optaram por não tomar outras medidas e apoiar a decisão da Haas ao tratar o caso.

O piloto de 21 anos acumula polêmicas em sua curta carreira no automobilsmo; em 2016, ele foi banido de uma prova da Fórmula 3 após socar o rosto de Callum Ilott, vice-campeão da Fórmula 2 em 2020. No encerramento da F2, no GP do Barein, ele foi punido por efetuar manobras antidesportivas contra o brasileiro Felipe Drugovich e o japonês Yuki Tsunoda, e perdeu o pódio para Drugovich.

Mazepin “parabenizou” a pandemia de Covid-19 pelo “aniversário” de um ano do primeiro caso da doença e, em uma transmissão feita por George Russell, piloto da Wiliams, sugeriu em tom jocoso que o britânico estaria “saindo do armário”. Em outra ocasião, o piloto respondeu “esse é o mundo real” aos seguidores que lhe pediram para condenar comentários racistas de seus fãs. No mesmo período, ele também respondeu com emojis de riso comentários depreciativos direcionados para Yuki Tsunoda, piloto da AlphaTauri em 2021.

- Advertisment -

Popular

Jogos Campeonato Costa Rica primeira divisão

Último jogo do campeonato foi entre ADR Jicaral e Sporting San Jose O último jogo do Campeonato da Costa Rica primeira divisão aconteceu no dia...

Tudo sobre o ex-jogador Emerson Sheik

Foto: Divulgação Wikipédia. Conheça a carreira do ex-jogador catarinense de futebol Emerson Sheik Marcio Passos de Albuquerque, conhecido como Emerson Sheik, nasceu em Nova Iguaçu no...

Flamengo: maior time do Brasil

Foto: Divulgação/Flamengo. Liderando o rankings dos maiores times brasileiros está o Flamengo O maior time do Brasil é o Flamengo, o time possui 60 títulos incluindo...

Conheça as 10 maiores torcidas do Brasil

O Brasil é o país do futebol, certo? Por isso, aqui você também encontra as maiores torcidas O futebol é o esporte mais praticado e...