Home Basquete Flamengo vence o Mogi das Cruzes e chega a 12 partidas de...

Flamengo vence o Mogi das Cruzes e chega a 12 partidas de invencibilidade no NBB

Time carioca leva a melhor por 89 a 74 no Maracanãzinho

O Flamengo segue imbatível no NBB. Na tarde desta terça-feira (16), o time carioca venceu o Mogi das Cruzes por 89 a 74, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, e chegou a 12 vitórias consecutivas no torneio.

Com a vitória sobre o Mogi, o Rubro-Negro segue na liderança do NBB, com uma campanha de 25 vitórias em 27 partidas e 92.5% de aproveitamento. Por outro lado, os mogianos chegaram ao segundo confronto sem vencer e no momento, é o 10º colocado na classificação, com 48.1% de aproveitamento.

O cestinha do jogo foi o ala argentino Chuzito González, do Flamengo, com 19 pontos. Também se destacaram na pontuação pelo Rubro-Negro o ala-armador mexicano Luke Martinez (16), o ala Marquinhos (15), o pivô Rafael Hettsheimer (13) e o armador Yago (11), este ainda com oito assistências e seis rebotes. Pelo Mogi, os alas-pivô Wesley Castro (13) e Gruber (12), e o ala norte-americano Dominique Coleman (11), foram os maiores pontuadores.

Na sequência do NBB, o Flamengo volta à quadra na próxima quinta-feira (18), quando faz o clássico das nações com o Corinthians, às 20h (de Brasília), no Maracanãzinho. O Mogi das Cruzes só volta a jogar no dia 27 de março, contra o Bauru, às 16h (de Brasília), no ginásio Hélio Maurício, na Gávea, também no Rio de Janeiro.

O jogo

A partida no Maracanãzinho iniciou disputada ponto a ponto. O Mogi fez uma forte marcação e usou os contra-ataques para pontuar. O Flamengo concentrou as jogadas nos arremessos de três, o que deixou o placar igual no começo (12 a 12). Na segunda metade do quarto, o Rubro-negro encaixou a defesa e fez com que o rival cometesse muitas falhas, além de aproveitar a transição ofensiva para abrir dez pontos de frente e fechar o primeiro quarto em 23 a 14.

No segundo período, o time carioca continuou apertando a marcação e aumentando os erros dos mogianos, que proporcionaram vários contra-ataques para o Flamengo, que abriu 15 de frente (32 a 17). O Mogi passou a forçar as bolas de três, mas teve um baixo aproveitamento (um acerto em sete tentados). Cumprindo bem o papel defensivo, o Rubro-negro também levou vantagem nos rebotes ofensivos e subiu a diferença para 18 pontos e fechou o primeiro tempo em 46 a 28.

Na volta dos vestiários, o Flamengo manteve o ritmo no início e subiu para 26 pontos a distância no marcador. Entretanto, o Mogi ajustou a marcação e passou a dificultar a vida do adversário carioca, chutou várias bolas de três, que não caíram (apenas três acertos em onze tentativas). Os mogianos foram superiores nos rebotes de defesa e consolidaram a reação cortando para nove a diferença no placar (61 a 52). No entanto, Marquinhos, com uma cesta de três no estouro do cronômetro, deixou o Fla novamente com dois dígitos de vantagem no quarto, que acabou em 64 a 52.

O Rubro-Negro voltou a colocar intensidade no jogo na quarta parcial e freou a reação do Mogi. Jogando coletivamente e explorando a velocidade do armador Yago, a equipe carioca não demorou para abrir 21 de diferença (81 a 69). O time de Mogi das Cruzes até conseguiu equilibrar a pontuação da parcial, mas a vantagem construída pelo Flamengo fez a diferença e o Rubro-negro administrou o relógio e garantiu a vitória por 89 a 74.

LEIA MAIS

Flamengo vence na raça na Champions League das Américas de basquete

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...