Home Basquete Flamengo vence na raça na Champions League das Américas de basquete

Flamengo vence na raça na Champions League das Américas de basquete

Equipe carioca chegou a ficar 14 pontos atrás no marcador, mas conseguiu virada

Em um jogo duríssimo, o Flamengo venceu o Instituto Córdoba por 78 a 77 na noite desta segunda-feira (8) pela Champions League das Américas, em Belo Horizonte. O Fla chegou a ficar 14 pontos atrás no placar, mas reagiu a partir da reta final do terceiro quarto para vencer o jogo, que foi válido pelo grupo D da competição.

O cestinha do Rubro Negro na partida foi Luciano González, com 13 pontos, que também teve ajuda de Olivinha (11) e Lucas Martínez. Pelo time argentino, o destaque foi Martín Cuello, com 25 pontos.

Agora com duas vitórias na competição e quatro pontos somados, o Flamengo encara nesta terça-feira (9) o Minas Tênis Clube a partir das 17h40 (de Brasília).

O jogo

O primeiro quarto foi um festival de arremessos de três pontos perdidos. As duas equipes sofreram com a movimentação de bola. Depois do início errático, porém, os argentinos conseguiram organizar melhor seu setor ofensivo, enquanto o Rubro Negro penava.

Com isso, o Instituto chegou a abrir nove pontos de vantagem (19 a 10) antes de fechar o primeiro período com uma dianteira confortável de 11 (24 a 13).

O quarto seguinte não iniciou mais promissor para a equipe brasileira. Com dificuldades nas organizações de ataque e cheia de buracos na defesa, o Flamengo viu o déficit chegar a 14 pontos (33 a 19) depois que Santiago Scala arrematou uma bola de três para o Instituto a 6min30s do intervalo.

O treinador Gustavinho de Conti tentou melhorar a defesa com várias mudanças, mas viu pouco efeito imediato. A 4min35s do fim do segundo quarto, Cuello conseguiu converter dois pontos e um lance livre de bonificação para deixar os argentinos dez à frente (36 a 26). Com uma enterrada de Espinoza, o placar foi a 44 a 31.

Bolas de três pontos levantam o espírito de qualquer equipe, e com duas seguidas, uma com Yago e outra com Balbi, o time Rubro-Negro conseguiu diminuir o prejuízo para sete pontos (44 a 37). Mas a arrancada foi parada com cinco pontos seguidos do Instituto, que teve 67% de aproveitamento nos tiros de quadra – um deles foi uma bola de três no estouro do cronômetro de Cuello, cestinha do primeiro tempo (14 pontos), que deixou o marcador em 49 a 37.

O Flamengo voltou diferente para o segundo tempo. Rapidamente cortou a diferença para cinco pontos (52 a 47). Além disso, apresentou outro comportamento, muito mais preparado na defesa. Só que o Instituto não estava disposto a ceder terreno. Depois de uma falta flagrante de Martínez em Colmenares, os argentinos voltaram a abrir frente (60 a 47).

Faltando cinco minutos para o término do terceiro quarto, contudo, o Flamengo engrenou sete pontos seguidos (uma bola de três de Lucas Martínez, e duas cestas de Demetrio e Balbi) para voltar de vez para a partida: 60 a 56. Em seguida, o marcador ficou 61 a 59. A maré do jogo parecia mudar, e mudou.

Com um tiro de três pontos de Chiuzito, o Fla assumiu a liderança: 62 a 61. E embora tenha encerrado o terceiro período atrás (67 a 64), teve tudo para entrar no derradeiro quarto com muita moral.

Foi o que aconteceu. O Rubro-Negro emplacou sete pontos consecutivos para se impor a dominar os três primeiros minutos do quarto (71 a 67). Agressivo na defesa, a equipe sufocou o adversário. A 5min do fim da partida, o placar apontava 76 a 72 para os brasileiros.

Mas os argentinos não largaram o osso. Pouco a pouco, eles tiraram a diferença e até conseguiram voltar à liderança a 3min16s do fim, após uma cesta de Colmenares (77 a 76). Os últimos minutos da partida foram um festival de falhas de ataque entre partes, com pouca organização e muita precipitação.

Com 11 segundos, Marquinhos saiu em contra-ataque, mas foi parado com falta. Após a reposição de bola, Olivinha partiu em direção a cesta e sofreu falta, agora sim para bater lances livres a quatro segundos do fim. O ala converteu os dois tiros e colocou a equipe carioca na frente por 78 a 77.

Na bola decisiva, Rafa Mineiro deu um toco incrível em Scala para selar a vitória carioca, na raça.

LEIA MAIS

Flamengo vence Bauru e se mantém na liderança do NBB

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...