Home Futebol Sem Neymar, Everton Ribeiro assume a camisa 10 da Seleção

Sem Neymar, Everton Ribeiro assume a camisa 10 da Seleção

A CBF divulgou nesta sexta-feira a numeração dos jogadores da Seleção masculina de futebol para as duas próximas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O Brasil enfrenta a Venezuela, nesta sexta-feira, às 21h30, no Morumbi, e o Uruguai, às 21h de terça-feira, no Estádio Centenário, em Montevidéu.

Sem Neymar, cortado, Everton Ribeiro, jogador do Flamengo, assume a camisa 10 da Seleção. Novidades na equipe, o zagueiro Diego Carlos ficará com a 14, e o atacante Pedro vestirá a 17. Lucas Paquetá, chamado para o lugar do também lesionado Philippe Coutinho, vestirá a 11. A camisa 22 é a única vaga do 1 ao 23.

Com os diversos cortes da lista original, o treinador escalou a seguinte equipe na penúltima atividade em Teresópolis – o time ainda faz mais um treino na manhã de quinta e viaja de tarde para São Paulo: Ederson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Allan, Douglas Luiz e Everton Ribeiro; Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Richarlison.

A formação do meio de campo teve Allan centralizado, Douglas Luiz pela esquerda e Everton Ribeiro, na direita. Na frente, Gabriel Jesus substitui Richarlison, que atuou desta maneira contra o Peru, no lado direito de ataque.

Um detalhe para o posicionamento do Pombo. Ele ficou mais centralizado do que Firmino. Foi possível ver em alguns minutos de atividade o atacante do Liverpool mais solto para receber a bola recuado no meio de campo ou tabelando com Renan Lodi.

VEJA A NUMERAÇÃO COMPLETA

​1 – Alisson
2 – Danilo
3 – Thiago Silva
4 – Marquinhos
5 – Allan
6 – Renan Lodi
7 – Richarlison
8 – Arthur
9 – Gabriel Jesus
10 – Everton Ribeiro
11 – Lucas Paquetá
12 – Weverton
13 – Alex Telles
14 – Diego Carlos
15 – Felipe
16 – Bruno Guimarães
17 – Pedro
18 – Douglas Luiz
19 – Everton Cebolinha
20 – Roberto Firmino
21 – Vini Jr.
23 – Ederson

Everton tem tido seus melhores momentos no Flamengo atuando pela direita do ataque, trazendo a bola para dentro no pé esquerdo. O meia, entretanto, se sente a vontade para atuar também pela esquerda ou mais centralizado, como quer Tite.

“Eu conversei com o Tite, o que ele quer é que eu seja um armador, como no Flamengo. Devo jogar mais por dentro. Não sei se posso falar muito aqui porque tem técnico que não gosta que a gente fale muito de tática. Mas ele quer que eu clareie as jogadas. Independentemente de ser pela esquerda, por dentro ou pela direita, o Tite quer que eu articule as jogadas”, afirmou, em outubro, convocado para os jogos contra Bolívia e Peru.

As ausências de dois dos principais nomes da Seleção Brasileira – Neymar e Phillipe Coutinho – darão a Everton Ribeiro a oportunidade de iniciar o jogo contra a Venezuela, no Morumbi, como titular. Se confirmado entre os 11 iniciais de Tite nesta noite, o meia colocará fim a uma longa escrita como atleta do Flamengo. Desde Adriano Imperador, em outubro de 2009, um jogador do Rubro-Negro não inicia um jogo de Copa do Mundo como titular do Brasil, incluindo as partidas das Eliminatórias Sul-Americanas.

Neste período, nove jogadores que atuavam pelo Flamengo foram convocados e vestiram a Amarelinha. Além de Adriano, Ronaldinho Gaúcho, Renato Abreu e Willian Arão iniciaram um jogo pela Seleção Brasileira, mas foram em amistosos ou no Superclássico das Américas, onde apenas jogadores atuando no Brasil ou na Argentina podiam ser convocados pelos treinadores.

LEIA MAIS

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...