Home Mais Esportes Doug Pederson é demitido da equipe de Philadelphia

Doug Pederson é demitido da equipe de Philadelphia

Treinador foi campeão do Super Bowl com os Eagles

Doug Pederson não é mais treinador do Philadelphia Eagles. O técnico se despediu depois de cinco temporadas, e um título de Super Bowl, comandando a equipe. De acordo com a imprensa norte-americana, a confusão de quarterbacks dos Eagles nesta temporada teria sido um dos principais motivos da decisão de desligar o treinador do time de Philadelphia.

Na temporada do ano passado, Pederson colocou no banco o quarterback titular Carson Wentz, que estava abaixo do aproveitamento esperado. A decisão não agradou ao comando geral da franquia, que virou o principal nome do ataque dos Eagles se tornar reserva do calouro Jalen Hurts.

De acordo com o repórter da NFL Network Ian Rapoport, Doug estava cansado de “pessoas dizendo o que ele deveria fazer” e que o time estava “com muito cozinheiro para pouca cozinha”. Os Eagles encerraram a temporada com uma campanha de 4 vitórias, 11 derrotas e 1 empate, sendo a pior campanha do time desde 2012.

Em nota oficial, o técnico agradeceu a oportunidade de comandar a equipe pelos últimos 5 anos e se disse desapontado com a forma que terminou esse “capítulo em sua carreira”.

“Foi uma grande honra trabalhar como técnico do Philadelphia Eagles. Por mais que seja difícil me despedir, vou sempre olhar para trás, para esse meu momento aqui, com respeito e admiração. (…). As memórias que fiz aqui com vocês vão ter sempre um lugar especial no meu coração. (…). Apesar de estar desapontado que esse capítulo da minha carreira, eu estou extremamente orgulhoso do que conseguimos conquistar juntos”.

Doug era uma figura querida entre os fãs dos Eagles. O técnico é conhecido por ser ousado em suas escolhas de jogadas, mas, justamente essa ousadia, levou o time a seu primeiro título de Super Bowl em 2018.

Uma das jogadas mais ousadas de Pederson, que entrou para a história da NFL, foi o “Philly Special” quando o treinador colocou o então quarterback Nick Foles para receber a bola em plena grande final. O técnico ganhou uma estátua na frente do Lincoln Financial Field, estádio dos Eagles, pelo feito.

Ao se dirigir para a torcida, Pederson agradeceu o apoio dos fãs e relembrou a conquista do grande título.

“À cidade de Philadelphia, obrigado por acreditar em mim e no nosso time. Eu realmente aprecio a paixão que vocês trazem todos os dias – em nossa casa, na estrada e na comunidade. Não importa o que acontecesse, vocês estavam lá conosco. (…). Não tem exemplo melhor para isso do que quando comemoramos o primeiro Super Bowl da história dos Eagles juntos com nossa cidade. Essa é uma memória que eu vou guardar para sempre”.

O destino do Philadelphia Eagles está mais incerto do que nunca. Além de ter o seu técnico demitido, o futuro de Carson Wentz, o quarterback titular, ainda não está definido. Apesar de ter vínculo com o time por mais 3 anos, Wentz não ficou contente com a posição de reserva e não descarta requisitar ao time uma troca. Dois outros jogadores da linha ofensiva dos Eagles, fundamentais para a campanha do Super Bowl, Zach Ertz e Jason Kelce também podem não ficar na equipe para a próxima temporada.

LEIA MAIS

Sem Brady, New England Patriots amarga pior início na NFL em 20 anos

- Advertisment -

Popular

Mayra Sheetara reclama da decisão do árbitro apesar de admitir erro

Mineira aponta que punição não foi dada na mesma situação do que em outras lutas do evento A busca de Mayra "Sheetara" Bueno por sua...

Mogi Futsal anuncia que não terá time adulto neste ano

O time disputará torneios no sub-20 devido a redução do orçamento da equipe para 2021 A diretoria do Mogi Futsal definiu nesta segunda-feira (1), que...

Renato critica VAR após derrota para o Palmeiras e diz que sua equipe “deu mole”

Treinador reclamou de toque de mão antes do gol do Palmeiras e do pênalti não marcado em Pepê no jogo de ida da final...

Arthur Cabral passa Neymar e é brasileiro com mais gols na temporada

Atacante do Basel marca em derrota para o St. Gallen e chega aos 14 gols. Ele supera o atacante do PSG, Rodrigo Pinho, do...