Daniel Dias anuncia aposentadoria após Jogos de Tóquio

Daniel Dias
Daniel Dias. Foto: Washington Alves/EXEMPLUS/CPB

Clodoaldo Silva e César Cielo falam sobre a importância de Daniel Dias dentro e fora das piscinas

Dono de 24 medalhas paralímpicas, Daniel Dias anunciou nesta terça-feira (12) que vai se aposentar depois dos Jogos de Tóquio, que acontecem de 24 de agosto a 5 de setembro. O nadador pensou bastante e decidiu passar mais tempo com sua família, incluindo seus três filhos: Asaph, Daniel e Hadassa. Confira a entrevista do atleta divulgada na íntegra pelo site do Globo Esporte.

“A decisão já tinha sido tomada há um tempo. Mas eu confesso que só de falar com vocês meu coração está palpitando, estou com um nervosismo, porque a minha vida foi isso aqui. A questão de aproveitar meus filhos pesou. A gente vai abdicando de muitas coisas e eu perdi os meus filhos crescendo, andando, as primeiras palavras”, confessou Daniel Dias.

“A vida do atleta é feita de ciclos, fases, e por isso que eu decidi parar, decidi dar adeus à piscina, porque eu já vejo que minha contribuição com a natação paraolímpica foi excepcional, foi além do que eu esperava, e hoje eu vejo que eu posso continuar na natação de uma outra maneira, fazendo outras coisas e ajudando ainda mais a natação ser uma referência no país e no mundo, e eu espero que eu possa contribuir com tudo isso”, completou o nadador sobre sua decisão.

A descoberta do paradesporto aconteceu em 2004, quando o atleta viu o nadador Clodoaldo Silva subir ao lugar mais alto do pódio nos Jogos Paralímpicos de Atenas. Na Paralimpíada seguinte, em Pequim 2008, os dois nadavam na mesma piscina.

“Eu vi o Clodoaldo, um grande exemplo para mim, e ali eu conheci a natação e o esporte paralímpico. A minha fala foi: ‘Eu quero fazer o que esse cara está fazendo aí’. E aconteceu”, contou Daniel.

Clodoaldo Silva se tornou fã e amigo daquele adolescente que o conheceu através das telinhas. “É um cara que virou ídolo, um cara que é referência, não só na piscina, mas no segmento da pessoa com deficiência”, afirmou Clodoaldo Silva.

César Cielo, dono do único ouro de natação brasileira em Olimpíadas, lamentou a aposentadoria de Daniel Dias e revelou que já perdeu as contas de quantos títulos foram conquistados pelo maior medalhista da natação paralímpica.

“É muito difícil ver um gigante das águas dar tchau ao esporte, se aposentar, torci muito por ele. Ele está tomando uma decisão consciente, e desejo toda sorte do mundo para ele e para toda família. Obrigado por ter dado a oportunidade de nós, brasileiros, termos torcido e vivenciado todos os títulos paralímpicos que você tem. Eu me sinto pequeno perto de tudo que você fez por nós! ”, disse César Cielo.

Fora d’água, Daniel Dias se tornou um embaixador da luta pela inclusão das pessoas com deficiência. Com a sua imagem exposta em propagandas e outdoors, ele mostrou que qualquer pessoa pode buscar, alcançar e ir além do seu sonho.

“Você ver uma criança chegar para mim e falar ‘você é um exemplo para mim’, isso é realmente uma coisa que eu jamais imaginei que ia acontecer”, disse Daniel.

Ao longo da carreira, Daniel acumulou 24 medalhas em Jogos Paralímpicos, sendo 14 de outo, 7 de prata e 3 de bronze. Foram 40 medalhas em Campeonatos Mundiais, sendo 31 ouros, 7 pratas e 2 bronzes. Nos Jogos Parapan-Americanos, um total de 33 pódios ouvindo o hino do Brasil. Além disso, Daniel é o único brasileiro agraciado 3 vezes com o Troféu Laureus (2009,2013 e 2016).

LEIA MAIS

Rafaela Silva não participará das Olimpíadas de 2021 e faz judô perder duas chances reais de pódio