Pular para o conteúdo

Jogos Olímpicos vão acontecer mesmo sem vacina, diz Comitê Organizador

Hidemasa Nakamura (direita), oficial de entrega de jogos de Tóquio 2020 — Foto: The Yomiuri Shimbun via AFP

A vacina que vem sendo desenvolvida pelas e farmacêuticas americanas Pfizer e BioNTech tem, segundo estudos e depois da condução de testes envolvendo pelo menos 40 mil pessoas ao redor do mundo, mais de 90% de chance de ser efetiva na prevenção do contágio. Essas informações são de uma análise interna das empresas, e a testagem segue em dezembro. Mas as notícias mexeram com os mercados globais e tomaram conta das redes sociais.

De acordo com o site “Inside The Games”, Nakamura revelou que o Comitê Organizador de Tóquio 2020 também reagiu às informações com “alegria”, mas que estão focados em outras medidas que possam garantir a realização das Olimpíadas e Paralimpíadas, adiadas para o meio do ano que vem, por conta da pandemia do novo coronavírus.

“O Comitê Organizador não está desconectado da sociedade… e eu ouvi as notícias das vacinas. Nos sentimos da mesma forma como vocês provavelmente se sentiram, com sentimento positivo e de alívio. Mas o que estamos fazendo nesse momento é não pensar na vacina, porque não temos a vacina ainda, mas focar em testagem, distanciamento social e também na cooperação entre os atletas e outros stakeholders. Acho que isso é o que precisamos para criar Jogos seguros”, disse o oficial ao canal “France 24”.

O discurso é parecido com o que foi apresentado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) no passado, repetidamente sugerindo que a vacina não seria uma “bala de prata” para as Olimpíadas acontecerem. Uma força-tarefa de medidas contra o coronavírus, formada por oficiais do governo japonês, do governo metropolitano de Tóquio e do Comitê Organizador de Tóquio 2020, está no momento avaliando possíveis cenários para que as Olimpíadas aconteçam como planejado.

Novas políticas devem ser anunciadas até o fim do ano. A força-tarefa deve se encontrar com os organizadores da competição de ginástica artísticas que aconteceu neste domingo em Tóquio para refletir o que eles aprenderam durante a realização de seu evento. As Olimpíadas estão marcadas para 23 de julho a 8 de agosto, enquanto as Paralimpíadas serão de 24 de agosto a 5 de setembro.

LEIA MAIS