Pular para o conteúdo

Carlo Ancelotti é o escolhido para ser o novo técnico do Real Madrid

    Carlo Ancelotti é o mais cotado para assumir o comando do Real Madrid — Foto: Getty Images

    Com contrato com o Everton, da Inglaterra, até 2024, técnico italiano assume a liderança da fila de mais cotados para substituir Zidane

    Jornais da Espanha, Itália e Inglaterra noticiam nesta terça-feira que Carlo Ancelotti foi o escolhido pelo Real Madrid para assumir o lugar de Zinédine Zidane. Segundo o “Marca”, o clube espanhol não pretende demorar mais para fechar com um novo técnico e pode anunciar o acerto com o treinador nas próximas horas.

    O britânico “Daily Mirror” também aponta para um retorno de Carlo Ancelotti ao Real. Hoje no Everton, da Inglaterra, o técnico italiano trabalhou no clube entre 2013 e 2015, período em que conquistou uma Copa do Rei, uma Supercopa da Europa, a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes.

    A “Gazzetta dello Sport” diz que o Everton já foi notificado do interesse do Real Madrid e todos os envolvidos estão em contato.

    De acordo com informações da rádio “Cadena SER”, o Real Madrid vem conversando com o treinador italiano há pelo menos uma semana. Ele tem contrato com o Everton até 2024.

    Segundo o jornal “As”, Ancelotti é visto como um “pacificador”, uma pessoa capaz de apagar o incêndio gerado por Zidane em sua saída do clube. Esse veículo, por sua vez, afirma que o italiano não é a prioridade do Real, mas sim Mauricio Pochettino, hoje no PSG. Outro nome mencionado pela imprensa europeia é o do ex-atacante Raúl, que atualmente comanda o Real Castilla, o time B do clube.

    Zidane desabafa após deixar Real Madrid

    Em carta publicada pelo jornal “As”, o técnico Zinedine Zidane deu suas explicações para a decisão de deixar o Real Madrid um ano antes do fim de seu contrato. O treinador expôs a relação difícil que teve nos últimos meses e a pressão após uma temporada sem títulos.

    “Saio porque o clube não me dá a confiança que preciso. Conheço o futebol e conheço a exigência de um clube como o Madrid. Sei que quando você não ganha, tem que ir embora” — Zinedine Zidane, ex-técnico do Real Madrid

    O conteúdo completo da carta está na edição desta segunda-feira do diário “As”, que promete publicá-la também em seu portal. Em outro trecho divulgado pelo jornal, Zidane ressalta que não vai abandonar a carreira de treinador.

    – Não abandono o barco e não estou cansado de treinar. Gostaria que nos últimos meses minha relação com o clube e com o presidente tivesse sido um pouco diferente – relatou o francês.

    Entre 2016 e 2018, Zidane conquistou três edições da Liga dos Campeões, três taças do Mundial de Clubes, duas Supercopas da Europa, um Campeonato Espanhol e uma Supercopa da Espanha. Na segunda passagem, a partir de março de 2019, conquistou o Campeonato Espanhol e a Supercopa da Espanha de 2019/20.

    Aos 48 anos, Zidane trabalhou apenas no Real Madrid desde que iniciou sua carreira profissional. Em duas passagens, o treinador comandou a equipe em 283 partidas, com 182 triunfos, 61 empates e 39 derrotas. Ele fez questão de exaltar o peso do clube em sua história no futebol.

    – Passar 20 anos no Madrid foi a coisa mais bela que me aconteceu na vida e devo isso a Florentino Pérez (presidente do clube – escreveu o ídolo francês.