Home Futebol Brasileirão terá limite para troca de técnicos em 2021

Brasileirão terá limite para troca de técnicos em 2021

O Campeonato Brasileiro da Série A de 2021 será o primeiro da história com algum limite para as trocas de técnicos dentro da competição: cada time só poderá ter dois treinadores ao longo do torneio. Ao mesmo tempo, cada técnico só poderá treinar dois times diferentes. Até agora, esse tipo de limitação não existia.

Em resumo: cada clube só pode demitir técnico uma vez. E cada treinador só pode pedir demissão uma vez. Quem pedir a segunda, não pode mais treinar na mesma competição. Isso vale apenas para Campeonato Brasileiro da Série A, que começa no dia 29 de maio e termina em 5 de dezembro.

Caso uma equipe demita o treinador pela segunda vez, ela só poderá efetivar no cargo um outro profissional que já seja funcionário do clube com no mínimo seis meses de casa. Por exemplo: um treinador das categorias de base ou um auxiliar fixo.

Nos jogos, permanecem as cinco substituições de jogadores.

A proposta foi apresentada aos 20 clubes da Série A pelo presidente da CBF, Rogério Caboclo, que já havia tentado aprová-la em outros anos, sem sucesso. A votação entre os clubes foi apertada, e terminou aprovada por 11 a 9.

A CBF entende estar protegida de eventuais reclamações trabalhistas. A entidade avalia que os técnicos precisam ser tratados da mesma maneira que os jogadores, que também têm limite para troca de time durante um mesmo torneio.

Zé Mário, presidente da Federação Brasileira de Treinadores de Futebol, estava presente à reunião virtual em que a decisão foi tomada. A entidade que ele preside elogiou a proposta da CBF e a decisão tomada pelos clubes.

Tabela do Campeonato Brasileiro de 2021

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou na noite desta quarta-feira a tabela do Campeonato Brasileiro da Série A de 2021 (veja abaixo os jogos de cada time).

A competição, que nos últimos dois anos teve o Flamengo como o campeão, tem início previsto para o dia 29 de maio e término para o dia 5 de dezembro.

As datas e os horários da primeira rodada ainda não foram divulgados pela CBF.

Veja como será a primeira rodada:

  • Flamengo x Palmeiras
  • São Paulo x Fluminense
  • Internacional x Sport
  • Bahia x Santos
  • Chapecoense x Red Bull Bragantino
  • Corinthians x Atlético-GO
  • Atlético-MG x Fortaleza
  • Ceará x Grêmio
  • Athletico x América-MG
  • Cuiabá x Juventude

Na edição deste ano, o Brasileirão terá uma central do VAR, que vai funcionar na sede da CBF, no Rio de Janeiro. O local também vai funcionar para a Copa do Brasil, torneio já em andamento e que conta com o VAR a partir das oitavas de final.

Embora tenha admitido alguns erros durante a competição, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, saiu em defesa da arbitragem no evento de premiação dos melhores do Brasileirão, há um mês.

– Na verdade não existe prejudicado ou clube favorecido. Se tem uma classe isenta, [em] que aposto, é uma classe que pertence ao time da CBF. São profissionais que merecem todo o nosso respeito. É a classe da arbitragem – afirmou Caboclo.

Continua proibido aos mandantes levarem seus jogos para fora do Estado de origem. Com a exceção dos casos em que governos locais vetem jogos por causa da pandemia do coronavírus.

LEIA MAIS

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...