Home Mais Esportes Brasil confirma vaga nas Olimpíadas no handebol após vitória da Noruega

Brasil confirma vaga nas Olimpíadas no handebol após vitória da Noruega

A vaga é nossa! Foi suado, mas a classificação da seleção brasileira masculina de handebol para as Olimpíadas de Tóquio veio neste domingo. A equipe terminou o Pré-Olímpico de Podgorica, em Montenegro, na segunda colocação e ficou com uma das duas vagas olímpicas. Depois de vencer o Chile (26 a 24) à tarde, os brasileiros precisaram esperar até o início da noite para comemorar, depois que a Noruega derrotou a Coreia do Sul (44 a 31) e confirmou o primeiro lugar no grupo. E teve festa no vestiário!

Com isso, a delegação do Time Brasil confirmada nas Olimpíadas de Tóquio passa de 181 para 195 classificados, já que 14 atletas são convocados para a disputa do torneio de handebol.

Em 2019, na semifinal dos Jogos Pan-Americanos de Lima, o Chile tirou do Brasil a chance de brigar com a Argentina pela vaga continental, mas não acabou com o sonho olímpico, graças à boa campanha brasileira no Mundial de 2019 – um nono lugar que rendeu vaga no pré-olímpico herdada após a vitória da Espanha no Campeonato Europeu e do Egito no Campeonato Africano.

Países classificados no handebol masculino

  • Japão
  • Dinamarca
  • Espanha
  • Argentina
  • Egito
  • Bahrein
  • Noruega
  • Brasil
  • Suécia
  • Alemanha

França, Croácia, Tunísia e Portugal ainda disputam as últimas duas vagas no pré-olímpico.

Ferrugem faz defesas incríveis e vira herói da vaga

Foram 15 defesas que guiaram o Brasil às Olimpíadas. Leonardo Terçariol, o Ferrugem, brilhou na vitória de virada da seleção brasileira de handebol sobre o Chile no domingo, selando a vaga nos Jogos de Tóquio. O goleiro de 33 anos, que em janeiro foi cortado do Mundial do Egito por ter testado positivo para covid-19, virou o herói da classificação do Brasil.

– A defesa me ajudou muito, principalmente no segundo tempo. A gente fez o que estava planejado, e me senti bem à vontade com a defesa sendo a defesa do Brasil. A gente jogou com o nosso DNA. O clima é de festa. É especial. Ajudar o Brasil a conquistar essa vaga é um dia que eu nunca vou esquecer na minha vida – disse o jogador, que defende o time espanhol Benidorm.

Ferrugem saiu do banco de reservas ainda no primeiro tempo, quando o Brasil perdia por seis gols do Chile, resultado que tiraria a equipe das Olimpíadas. O goleiro defendeu 15 dos 29 arremessos dos chilenos. Um aproveitamento de quase 52%, algo raro no handebol, que fez Ferrugem ser destaque nas redes sociais da Federação Internacional de Handebol.

Foi a prova final de que a covid ficou para trás. Ferrugem seria uma peça importante para o Brasil também no Mundial do Egito, em janeiro, mas foi o primeiro dos quatro jogadores a testarem positivo para coronavírus. Mesmo assintomático, o goleiro teve de ser cortado. Agora ele mira pela primeira vez disputar as Olimpíadas.

– É um trabalho da vida inteira. Todo atleta quer jogar as Olimpíadas. É o meu sonho também. Espero poder estar lá. Hoje é comemorar, e a partir de amanhã começar a pensar nas Olimpíadas que a gente pode desempenhar um bom papel.

LEIA MAIS

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...