Home Mais Esportes Brasil confirma vaga nas Olimpíadas no handebol após vitória da Noruega

Brasil confirma vaga nas Olimpíadas no handebol após vitória da Noruega

A vaga é nossa! Foi suado, mas a classificação da seleção brasileira masculina de handebol para as Olimpíadas de Tóquio veio neste domingo. A equipe terminou o Pré-Olímpico de Podgorica, em Montenegro, na segunda colocação e ficou com uma das duas vagas olímpicas. Depois de vencer o Chile (26 a 24) à tarde, os brasileiros precisaram esperar até o início da noite para comemorar, depois que a Noruega derrotou a Coreia do Sul (44 a 31) e confirmou o primeiro lugar no grupo. E teve festa no vestiário!

Com isso, a delegação do Time Brasil confirmada nas Olimpíadas de Tóquio passa de 181 para 195 classificados, já que 14 atletas são convocados para a disputa do torneio de handebol.

Em 2019, na semifinal dos Jogos Pan-Americanos de Lima, o Chile tirou do Brasil a chance de brigar com a Argentina pela vaga continental, mas não acabou com o sonho olímpico, graças à boa campanha brasileira no Mundial de 2019 – um nono lugar que rendeu vaga no pré-olímpico herdada após a vitória da Espanha no Campeonato Europeu e do Egito no Campeonato Africano.

Países classificados no handebol masculino

  • Japão
  • Dinamarca
  • Espanha
  • Argentina
  • Egito
  • Bahrein
  • Noruega
  • Brasil
  • Suécia
  • Alemanha

França, Croácia, Tunísia e Portugal ainda disputam as últimas duas vagas no pré-olímpico.

Ferrugem faz defesas incríveis e vira herói da vaga

Foram 15 defesas que guiaram o Brasil às Olimpíadas. Leonardo Terçariol, o Ferrugem, brilhou na vitória de virada da seleção brasileira de handebol sobre o Chile no domingo, selando a vaga nos Jogos de Tóquio. O goleiro de 33 anos, que em janeiro foi cortado do Mundial do Egito por ter testado positivo para covid-19, virou o herói da classificação do Brasil.

– A defesa me ajudou muito, principalmente no segundo tempo. A gente fez o que estava planejado, e me senti bem à vontade com a defesa sendo a defesa do Brasil. A gente jogou com o nosso DNA. O clima é de festa. É especial. Ajudar o Brasil a conquistar essa vaga é um dia que eu nunca vou esquecer na minha vida – disse o jogador, que defende o time espanhol Benidorm.

Ferrugem saiu do banco de reservas ainda no primeiro tempo, quando o Brasil perdia por seis gols do Chile, resultado que tiraria a equipe das Olimpíadas. O goleiro defendeu 15 dos 29 arremessos dos chilenos. Um aproveitamento de quase 52%, algo raro no handebol, que fez Ferrugem ser destaque nas redes sociais da Federação Internacional de Handebol.

Foi a prova final de que a covid ficou para trás. Ferrugem seria uma peça importante para o Brasil também no Mundial do Egito, em janeiro, mas foi o primeiro dos quatro jogadores a testarem positivo para coronavírus. Mesmo assintomático, o goleiro teve de ser cortado. Agora ele mira pela primeira vez disputar as Olimpíadas.

– É um trabalho da vida inteira. Todo atleta quer jogar as Olimpíadas. É o meu sonho também. Espero poder estar lá. Hoje é comemorar, e a partir de amanhã começar a pensar nas Olimpíadas que a gente pode desempenhar um bom papel.

LEIA MAIS

- Advertisment -

Popular

Conheça a origem do futsal

O futsal, também conhecido como futebol de salão, é uma modalidade de esporte que se adaptou do futebol de campo para as quadras. O...

O que é atletismo e suas modalidades?

O que é atletismo? Em tempos de Olimpíadas, o atletismo entra em pauta de jornais, programas de TV e no entretenimento da população. Mas, afinal,...

Saiba quem é o 4 de Julho, rival do São Paulo na Copa do Brasil

Clube piauiense recebe o Tricolor do Morumbi nesta terça, às 21h30. Com folha de R$ 140 mil/mês, time soma quase R$ 3 milhões de...

Carlo Ancelotti é o escolhido para ser o novo técnico do Real Madrid

Com contrato com o Everton, da Inglaterra, até 2024, técnico italiano assume a liderança da fila de mais cotados para substituir Zidane Jornais da Espanha,...