Home Futebol Alex exalta história do clube para implantar "conceito São Paulo" como técnico...

Alex exalta história do clube para implantar “conceito São Paulo” como técnico no sub-20

O ex-meia Alex foi apresentado nesta segunda-feira como novo treinador do sub-20 do São Paulo. Em entrevista, o agora técnico disse que utilizará “o conceito São Paulo”, um modelo de jogo que ele identifica ao do clube, e que por isso não vê risco de o trabalho das categorias de base chocar com da equipe principal.

Alex assinou contrato de dois anos com o São Paulo e terá como auxiliar o ex-treinador da seleção brasileira de futsal, PC Oliveira. Com os campeonatos afetados pela pandemia, a previsão é de que o primeiro torneio do ex-meia no banco de reservas tricolor será o Brasileiro sub-20, previsto para junho.

Na entrevista, Alex explicou o que pretende fazer no São Paulo:

– A ideia é usar o “conceito são Paulo”. A história gigante do São Paulo, da riqueza de jogadores. Sabemos como o São Paulo jogou ao longo da história, sobre os jogadores que usaram a camisa, os treinadores que passaram por aqui – disse ele.

– Quando fala em fluidez, uma das primeiras equipes que vem na cabeça é o São Paulo. O importante é, junto da comissão técnica, desenvolver jogadores que estejam capacitados a entender o que o Crespo pedir quando eles forem requisitados – completou Alex.

O treinador disse ter ficado impressionado com a estrutura do São Paulo no CT de Cotia, onde treinam e ficam alojados jogadores em formação.

– É espetacular. Queria ter 15 anos de novo para estar num local como aquele. Saio daqui da entrevista e já vou para Cotia, começo a trabalhar e lá permaneço até o primeiro dia de folga. Vou estar 100% dentro do São Paulo, de Cotia, para conhecer cada um – afirmou o ex-jogador.

Alex foi contratado a partir de um desejo do coordenador de futebol do São Paulo, Muricy Ramalho, de formar também treinadores no clube. Muricy não esteve na entrevista, mas o clube divulgou uma declaração dele:

– Temos o projeto de formar um treinador em casa com o DNA do São Paulo, um time que faça a torcida ter prazer de ver jogar, e surgiu a ideia do Alex. Temos certeza de que ele vai ser muito importante no projeto da base e, quem sabe, mais na frente, possa ser técnico do time principal como aconteceu comigo.

Alex comentou sobre o caminho que trilhou desde que deixou a carreira de jogador em 2014.

– Venho me preparando desde que parei, passo a passo e sem pressa, e me sinto preparado para o desafio que surgiu. É diferente sim de jogar, algo que eu fazia desde que nasci. Como treinador, vou começar, vou aprender. Mas estou muito tranquilo, feliz, consciente de que tenho capacidade para me desenvolver da melhor maneira possível.

– Fui capitão na maioria dos times que joguei, o que me dava oportunidade de trocar ideias com a comissão técnica. Quando parei, fiz curso de gestão e percebi que não era para mim, meu negócio era no campo. No meio disso fui buscar as licenças exigidas no Brasil pela CBF. Hoje eu tenho que partir para dentro do campo para praticar – afirmou Alex.

LEIA MAIS

- Advertisment -

Popular

No Fluminense, Martinelli vai para 1ª Libertadores com Europa de olho

Titular absoluto com apenas 19 anos, volante recebe sondagens de clubes da Inglaterra antes do torneio de maior vitrine Em cinco meses, tudo pode mudar....

Anderson Silva reconhece favoritismo de Julio Cesar Chávez Jr. em confronto do dia 19 de junho

Spider exalta oponente, mas vê chance de conseguir nocaute Depois de deixar o Ultimate, Anderson Silva assinou contrato para enfrentar Julio Cesar Chávez Jr. em...

Miami bate Lakers e vence a quinta em seis jogos

Time da Califórnia não é páreo para Butler e Oladipo, que deixa a quadra com lesão no joelho Jogando em casa, o Miami Heat completou...

F1 2021: salário de Hamilton encolhe R$ 57 mi, mas ainda é o maior

Receita do atual campeão cai de R$ 225 milhões, em 2020, para R$ 168 milhões no novo contrato; Vettel também tem redução drástica com...